×

Nós usamos os cookies para ajudar a melhorar o LingQ. Ao visitar o site, você concorda com a nossa política de cookies.


image

Porta Dos Fundos 2019, MILICIANO

Como é que está isso aí? Tudo bem?

-E aí? E essa corja aí? -Tudo bom?

Quem é esse alemão aí? Sai da minha morena, porra.

Que felicidade! Aí, ó!

Ah, porra! Parou!

É isso aí, minha gente! Como é que está a rapaziada aí?

Tudo certinho? Beleza?

Só pra dizer aí que está todo mundo de parabéns, aí. Tá certo?

Que nosso querido Siqueira fechou a contabilidade aí do mês.

-Está esplêndido. -Uma rodada aí de chope

pra todo mundo por conta, aqui, porra!

Porra! Já é, porra!

-Peçanha! Peçanha, Peçanha... -Fala aí.

A gente está com um problema, Peçanha.

Qual o problema, pô? Resolve agora o problema.

-Que que é o problema? -Mesquita bebeu pra caralho,

tá foda já.

-Mas deixa o Mesquita beber, porra. -Ah, tu não sabe.

Mesquita quando bebe vira outra pessoa, irmão. Olha lá!

Ô, Mesquita! Pelo amor de Deus, Mesquita!

Deixa a moça trocar o pneu do carro sozinha.

Ela precisa da minha ajuda!

Então, bora, bora, bora. Bora com isso aí.

Bora, bora, bora... Desculpa aí, moça.

-Bora. Para nada. -Para!

-Eu quero fazer o bem! -Caralho.

-Olha o mendigo. -Está fazendo merda aí.

-Aí, vou te levar pra casa, irmão. -Mendigo não, mendigo não.

-Ele está sujo, Mesquita. -Então vou dar um abraço

-e uma oportunidade. -Peçanha! Me ajuda aqui, Peçanha!

-Eu sou direito humano, caralho! -Vai tomar no cu.

Ô, Mesquita! Mesquita, não é nem mendigo.

Esse aqui é o Tavinho, professor de história

do Ciep aqui do lado. E outra coisa,

vamos achacar alguém logo, porra. Para de frescura. Vamos embora!

Porra, Peçanha, eu não quero fazer o mal pra ninguém, não.

Quero servir e proteger o cidadão.

-Servir e proteger? -Caralho, nunca vi ele assim.

Essa porra está parecendo esquete do Tablado.

Pois é. Já virou fiador de dois casais aqui,

impediu três porradas de acontecer,

ainda fez Johrei num cara que estava com problema de autoestima.

-O que que ele fez? -Johrei! Johrei! Um negócio de...

-Tipo um hadouken de Deus, sacou? -De energia?

É, é. Quer dizer, ele está demais já, né?

-Olha lá! -Olha lá! Ô Mesquita, desce daí.

-Ela precisa de ajuda na mudança. -Que ajuda na mudança?

Eu quero ajudar sem pedir nada em troca, porra!

Tu tá bêbado, Mesquita. Vamos embora.

-Tô bêbado, é? -Tá bêbado.

Então vou falar agora aqui que eu to sem...

Acabou, acabou, acabou. Vamos embora.

-Vou ligar pra minha mãe. -Não, não, não...

-Eu vou ligar pra minha mãe. -Não, liga pra tua ex, que é melhor.

-Vamos embora, vamos embora. -Eu quero ligar pra minha mãe.

Deixa ele ligar pra mãe. Melhor do que falar merda aí.

Alô, mãe?

Eu tô bêbado, mãe. Que saudade.

-Minha mãe me batia. -É?

Você está fazendo o quê? Celso Portinari?

-Meu pai me batia também. -Ele é ótimo, né, mãe?

Olha lá! Olha lá!

Isso! Bota pra fora, Mesquitinha.

Isso aí. Está melhor?

Bora extorquir um pobre, irmão.

Tá bom já, porra.

Eu quero saber dos planos. Não, todos os planos. É.

Fala pra mim os planos que eu não tenho,

que eu quero saber.

Vai precisar de CPF, não vai? Anota aí: 030...

Se precisa? Sim, precisa CPF.

Já tem? Anota aí.

039 o final, isso.

E o telefone fixo, também cara.

Pessoal falou que tem telefone fixo e eu não tenho.

Eu quero telefone fixo também.

Não, não, não.

Protocolo. Tem "procotolo". Quero. Anota, não, eu anoto.

Não manda mensagem não, pode falar que eu...

Eu vou anotar aqui.


Como é que está isso aí? Tudo bem?

-E aí? E essa corja aí? -Tudo bom?

Quem é esse alemão aí? Sai da minha morena, porra.

Que felicidade! Aí, ó!

Ah, porra! Parou!

É isso aí, minha gente! Como é que está a rapaziada aí?

Tudo certinho? Beleza?

Só pra dizer aí que está todo mundo de parabéns, aí. Tá certo?

Que nosso querido Siqueira fechou a contabilidade aí do mês.

-Está esplêndido. -Uma rodada aí de chope

pra todo mundo por conta, aqui, porra!

Porra! Já é, porra!

-Peçanha! Peçanha, Peçanha... -Fala aí.

A gente está com um problema, Peçanha.

Qual o problema, pô? Resolve agora o problema.

-Que que é o problema? -Mesquita bebeu pra caralho,

tá foda já.

-Mas deixa o Mesquita beber, porra. -Ah, tu não sabe.

Mesquita quando bebe vira outra pessoa, irmão. Olha lá!

Ô, Mesquita! Pelo amor de Deus, Mesquita!

Deixa a moça trocar o pneu do carro sozinha.

Ela precisa da minha ajuda!

Então, bora, bora, bora. Bora com isso aí.

Bora, bora, bora... Desculpa aí, moça.

-Bora. Para nada. -Para!

-Eu quero fazer o bem! -Caralho.

-Olha o mendigo. -Está fazendo merda aí.

-Aí, vou te levar pra casa, irmão. -Mendigo não, mendigo não.

-Ele está sujo, Mesquita. -Então vou dar um abraço

-e uma oportunidade. -Peçanha! Me ajuda aqui, Peçanha!

-Eu sou direito humano, caralho! -Vai tomar no cu.

Ô, Mesquita! Mesquita, não é nem mendigo.

Esse aqui é o Tavinho, professor de história

do Ciep aqui do lado. E outra coisa,

vamos achacar alguém logo, porra. Para de frescura. Vamos embora!

Porra, Peçanha, eu não quero fazer o mal pra ninguém, não.

Quero servir e proteger o cidadão.

-Servir e proteger? -Caralho, nunca vi ele assim.

Essa porra está parecendo esquete do Tablado.

Pois é. Já virou fiador de dois casais aqui,

impediu três porradas de acontecer,

ainda fez Johrei num cara que estava com problema de autoestima.

-O que que ele fez? -Johrei! Johrei! Um negócio de...

-Tipo um hadouken de Deus, sacou? -De energia?

É, é. Quer dizer, ele está demais já, né?

-Olha lá! -Olha lá! Ô Mesquita, desce daí.

-Ela precisa de ajuda na mudança. -Que ajuda na mudança?

Eu quero ajudar sem pedir nada em troca, porra!

Tu tá bêbado, Mesquita. Vamos embora.

-Tô bêbado, é? -Tá bêbado.

Então vou falar agora aqui que eu to sem...

Acabou, acabou, acabou. Vamos embora.

-Vou ligar pra minha mãe. -Não, não, não...

-Eu vou ligar pra minha mãe. -Não, liga pra tua ex, que é melhor.

-Vamos embora, vamos embora. -Eu quero ligar pra minha mãe.

Deixa ele ligar pra mãe. Melhor do que falar merda aí.

Alô, mãe?

Eu tô bêbado, mãe. Que saudade.

-Minha mãe me batia. -É?

Você está fazendo o quê? Celso Portinari?

-Meu pai me batia também. -Ele é ótimo, né, mãe?

Olha lá! Olha lá!

Isso! Bota pra fora, Mesquitinha.

Isso aí. Está melhor?

Bora extorquir um pobre, irmão.

Tá bom já, porra.

Eu quero saber dos planos. Não, todos os planos. É.

Fala pra mim os planos que eu não tenho,

que eu quero saber.

Vai precisar de CPF, não vai? Anota aí: 030...

Se precisa? Sim, precisa CPF.

Já tem? Anota aí.

039 o final, isso.

E o telefone fixo, também cara.

Pessoal falou que tem telefone fixo e eu não tenho.

Eu quero telefone fixo também.

Não, não, não.

Protocolo. Tem "procotolo". Quero. Anota, não, eu anoto.

Não manda mensagem não, pode falar que eu...

Eu vou anotar aqui.