×

Nós usamos os cookies para ajudar a melhorar o LingQ. Ao visitar o site, você concorda com a nossa política de cookies.


image

Porta Dos Fundos 2019, DR. LASERMAN

O quê que está acontecendo? Socorro!

Calma, calma, meu amor. Eu vou te tirar daqui, calma!

-O que está acontecendo, Sandra? -Ai, Marcelo,

acho que chegou a hora de te contar. Eu sou uma espiã secreta.

-Desculpa. -Quê?

Desculpa não ter te falado, mas foi para te proteger!

Sandra, o quê que esse cara quer com a gente, Sandra?

Eu acho que eu posso...

te explicar o que está acontecendo.

Eu vou acabar com você, dr. Laserman!

A sua esposa tentou destruir os meus planos

de conquistar o mundo com as minhas armas laser

de alta potência! E você vai sofrer por conta dela.

-Não. -Não, não, não...

-Não, você não vai fazer nada com ele! -Espera, me solta! Não!

-Não, pelo amor de Deus! -Não! Você é um monstro!

Peraí, peraí, peraí. Agora é sério. Agora é sério. Não se mexe.

Agora é sério. Pelo amor de Deus.

Sim, mas... Esse é o seu laser de alta potência, é?

É o laser de alta potência, para você aprender,

Agente 009!

-Não machuca nada, não, né? -Não vou aguentar...

quando você for para a área da virilha!

-Virilha? -Peraí.

Não, a área da virilha não vai precisar, não,

porque você não tentou destruir tanto assim os meus planos!

Você disse que ia deixar ele lisinho!

Não, peraí, o que está acontecendo aqui, gente?

Eu disse isso antes de ver como está, de fato, essa virilha.

O que parece que é um poodle abandonado.

-Eu não vou meter a mão aí. -Mas aí você não me adianta!

Porque você disse que ia deixar ele lisinho.

Então faça você, Sandra!

Peraí, Sandra? Ele falou Sandra?

De onde você conhece ele, Sandra?

É joguinho psicológico para entrar na sua mente!

Meu amor, não deixa! Cláudia!

-Marcelo! -Peraí, é a Sônia ali.

-Não. -É a Sônia, sim!

Recepcionista da Espaço Laser, é a Sônia, sim, eu conheço!

Aquela é Cristina!

Uma espiã russa que trabalha aqui.

Onde é que a gente está, Sandra?

A gente está no calabouço do dr. Laserman!

-Deixa! -Não, eu vou conseguir agora.

-Sandra, eu faço, eu faço. -Não precisa, ele já entendeu.

Ô Marcelo, você está na Espaço Laser.

Como é que é, Sandra?

Eu coloquei sonífero no seu café e te arrastei para cá com o Cleiton.

Acende a luz aí, Sônia.

Sou eu, Cleiton.

Foi o único jeito que eu achei de você se depilar, meu amor.

Eu não aguento mais! É pelo na tampa da privada,

é pelo no sabonete, é pelo na escova de dente!

Ah, para, que nem é tanto pelo assim, vai.

Como que não, Marcelo?

Achei que o chão do seu banheiro fosse de carpete!

A moça da lavanderia acha que eu tenho um canil de border collie!

Semana passada, você esqueceu de dar descarga,

eu achei que o nosso hamster estava se afogando!

Eu raspo. Vou jogar onde? Tem que jogar lá, ué!

-Que é o quê? -O quê?

-Pior. -Por quê?

Porque desce pelo ralo. Você lembra o que aconteceu na semana passada!

Não.

Você entupiu a vizinhança e a gente levou uma multa da Prefeitura!

-Para, exagera! -Que exagero nada!

Eu te chamo pra ir na praia comigo, eu morro de vergonha,

tu bota uma sunga, sai uns dreadlock!

Meu amor. Faz a laser. Laser é pra sempre.

-Cleiton dá desconto. -Dou. Dou desconto.

A escolha é sua.

Está bom. Fazer esse laser, então, né?

-Vamos fazer o laser. -Ah, garoto!

Vai ficar lisinho!

Gente, mas me tira daqui, né? Porque não tem por que ficar preso assim.

-Não tão rápido! -Ah, quem que é esse aí?

Vocês cruzaram pela última vez

o caminho do terrível dr. Fio-terra!

-Posso explicar... -Ele já está sabendo, já, Arthur.

Mas vem cá. Eu vou pagar.

Eu vou... Arthur, eu vou pagar!

Ô, merda. De novo isso?

Amor, agora é sério. Nós fomos sequestrados pela máfia búlgara.

E você vai cumprir todas as nossas demandas,

ou tu nunca mais vai ver a sua esposa.

Só não faz nada com ela, tá?

Eu quero que você saia daqui e vá buscar teus filhos no colégio.

Depois vai levar os moleques na natação.

Saindo de lá, tu passa na lavanderia

para pegar o tapete que está lá.

Está bom, faço o que vocês quiserem.

Depois, tu vai vir para cá,

aí tu vai escolher uma roupa bem bonitinha,

porque mais tarde, tu vai jantar com a sua sogra.

É, mas... Tem disso, de sogra, é?

Tem isso, ou você nunca mais vai ver a sua bela esposa.

Sandra...

Eu jamais vou te esquecer.

Boa passagem.


O quê que está acontecendo? Socorro!

Calma, calma, meu amor. Eu vou te tirar daqui, calma!

-O que está acontecendo, Sandra? -Ai, Marcelo,

acho que chegou a hora de te contar. Eu sou uma espiã secreta.

-Desculpa. -Quê?

Desculpa não ter te falado, mas foi para te proteger!

Sandra, o quê que esse cara quer com a gente, Sandra?

Eu acho que eu posso...

te explicar o que está acontecendo.

Eu vou acabar com você, dr. Laserman!

A sua esposa tentou destruir os meus planos

de conquistar o mundo com as minhas armas laser

de alta potência! E você vai sofrer por conta dela.

-Não. -Não, não, não...

-Não, você não vai fazer nada com ele! -Espera, me solta! Não!

-Não, pelo amor de Deus! -Não! Você é um monstro!

Peraí, peraí, peraí. Agora é sério. Agora é sério. Não se mexe.

Agora é sério. Pelo amor de Deus.

Sim, mas... Esse é o seu laser de alta potência, é?

É o laser de alta potência, para você aprender,

Agente 009!

-Não machuca nada, não, né? -Não vou aguentar...

quando você for para a área da virilha!

-Virilha? -Peraí.

Não, a área da virilha não vai precisar, não,

porque você não tentou destruir tanto assim os meus planos!

Você disse que ia deixar ele lisinho!

Não, peraí, o que está acontecendo aqui, gente?

Eu disse isso antes de ver como está, de fato, essa virilha.

O que parece que é um poodle abandonado.

-Eu não vou meter a mão aí. -Mas aí você não me adianta!

Porque você disse que ia deixar ele lisinho.

Então faça você, Sandra!

Peraí, Sandra? Ele falou Sandra?

De onde você conhece ele, Sandra?

É joguinho psicológico para entrar na sua mente!

Meu amor, não deixa! Cláudia!

-Marcelo! -Peraí, é a Sônia ali.

-Não. -É a Sônia, sim!

Recepcionista da Espaço Laser, é a Sônia, sim, eu conheço!

Aquela é Cristina!

Uma espiã russa que trabalha aqui.

Onde é que a gente está, Sandra?

A gente está no calabouço do dr. Laserman!

-Deixa! -Não, eu vou conseguir agora.

-Sandra, eu faço, eu faço. -Não precisa, ele já entendeu.

Ô Marcelo, você está na Espaço Laser.

Como é que é, Sandra?

Eu coloquei sonífero no seu café e te arrastei para cá com o Cleiton.

Acende a luz aí, Sônia.

Sou eu, Cleiton.

Foi o único jeito que eu achei de você se depilar, meu amor.

Eu não aguento mais! É pelo na tampa da privada,

é pelo no sabonete, é pelo na escova de dente!

Ah, para, que nem é tanto pelo assim, vai.

Como que não, Marcelo?

Achei que o chão do seu banheiro fosse de carpete!

A moça da lavanderia acha que eu tenho um canil de border collie!

Semana passada, você esqueceu de dar descarga,

eu achei que o nosso hamster estava se afogando!

Eu raspo. Vou jogar onde? Tem que jogar lá, ué!

-Que é o quê? -O quê?

-Pior. -Por quê?

Porque desce pelo ralo. Você lembra o que aconteceu na semana passada!

Não.

Você entupiu a vizinhança e a gente levou uma multa da Prefeitura!

-Para, exagera! -Que exagero nada!

Eu te chamo pra ir na praia comigo, eu morro de vergonha,

tu bota uma sunga, sai uns dreadlock!

Meu amor. Faz a laser. Laser é pra sempre.

-Cleiton dá desconto. -Dou. Dou desconto.

A escolha é sua.

Está bom. Fazer esse laser, então, né?

-Vamos fazer o laser. -Ah, garoto!

Vai ficar lisinho!

Gente, mas me tira daqui, né? Porque não tem por que ficar preso assim.

-Não tão rápido! -Ah, quem que é esse aí?

Vocês cruzaram pela última vez

o caminho do terrível dr. Fio-terra!

-Posso explicar... -Ele já está sabendo, já, Arthur.

Mas vem cá. Eu vou pagar.

Eu vou... Arthur, eu vou pagar!

Ô, merda. De novo isso?

Amor, agora é sério. Nós fomos sequestrados pela máfia búlgara.

E você vai cumprir todas as nossas demandas,

ou tu nunca mais vai ver a sua esposa.

Só não faz nada com ela, tá?

Eu quero que você saia daqui e vá buscar teus filhos no colégio.

Depois vai levar os moleques na natação.

Saindo de lá, tu passa na lavanderia

para pegar o tapete que está lá.

Está bom, faço o que vocês quiserem.

Depois, tu vai vir para cá,

aí tu vai escolher uma roupa bem bonitinha,

porque mais tarde, tu vai jantar com a sua sogra.

É, mas... Tem disso, de sogra, é?

Tem isso, ou você nunca mais vai ver a sua bela esposa.

Sandra...

Eu jamais vou te esquecer.

Boa passagem.