×

Nós usamos os cookies para ajudar a melhorar o LingQ. Ao visitar o site, você concorda com a nossa política de cookies.


image

Cinco Minutos de José de Alencar, Cinco Minutos - José de Alencar - Capítulo 6

Cinco Minutos - José de Alencar - Capítulo 6

Capítulo 6 de Cinco Minutos de José de Alencar. Esta é uma gravação LibriVox, todas as gravações LibriVox estão em domínio público. Para mais informações ou para ser um voluntário, por favor, visite librivox.org. Gravado por Vicente.

Cinco Minutos de José de Alencar. Capítulo 6

Eis o que ela me dizia: "Devo‑te uma explicação, meu amigo. "Esta explicação é a história da minha vida, breve história, da qual escreveste a mais bela página. "Cinco meses antes do nosso primeiro encontro completava eu os meus dezesseis anos, a vida começava a sorrir‑me. "A educação rigorosa que me dera minha mãe, me conservara menina até àquela idade, e foi só quando ela julgou dever correr o véu que ocultava o mundo aos meus olhos, que eu perdi as minhas idéias de infância e as minhas inocentes ilusões. "A primeira vez que fui a um baile, fiquei deslumbrada no meio daquele turbilhão de cavalheiros e damas, que girava em torno de mim sob uma atmosfera de luz, de música, de perfumes. "Tudo me causava admiração; esse abandono com que as mulheres se entregavam ao seu par de valsa, esse sorriso constante e sem expressão que uma moça parece tomar na porta da entrada para só deixá‑lo à saída, esses galanteios sempre os mesmos e sempre sobre um tema banal, ao passo que me excitavam a curiosidade, faziam desvanecer o entusiasmo com que tinha acolhido a notícia que minha mãe me dera da minha entrada nos salões. "Estavas nesse baile; foi a primeira vez que te vi. "Reparei que nessa multidão alegre e ruidosa tu só não dançavas nem galanteavas, e passeavas pelo salão como um espectador mudo e indiferente, ou talvez como um homem que procurava uma mulher e só via toilettes. "Compreendi‑te e, durante muito tempo, segui‑te com os olhos; ainda hoje me lembro dos teus menores gestos, da expressão do teu rosto e do sorriso de fina ironia que às vezes fugia‑te pelos lábios. "Foi a única recordação que trouxe dessa noite, e quando adormeci, os meus doces sonhos de infância, que, apesar do baile, vieram de novo pousar nas alvas cortinas de meu leito, apenas foram interrompidos um instante pela tua imagem, que me sorria. "No dia seguinte reatei o fio de minha existência, feliz, tranqüila e descuidosa, como costuma ser a existência de uma moça aos dezesseis anos. "Algum tempo depois fui a outros bailes e ao teatro, porque minha mãe, que guardara a minha infância, como um avaro esconde o seu tesouro, queria fazer brilhar a minha mocidade. "Quando cedia ao seu pedido e me ia aprontar, enquanto preparava o meu simples traje, murmurava: ‑‑ Talvez ele esteja. "E esta lembrança, não só me tornava alegre, mas fazia com que procurasse parecer bela, para te merecer um primeiro olhar. "Ultimamente era eu quem, cedendo a um sentimento que não sabia explicar, pedia a minha mãe para irmos a um divertimento, só na esperança de encontrar‑te. "Nem suspeitavas então que, entre todos aqueles vultos indiferentes, havia um olhar que te seguia sempre e um coração que adivinhava os teus pensamentos, que se expandia quando te via sorrir e contraía‑se quando uma sombra de melancolia anuviava o teu semblante. "Se pronunciavam o teu nome diante de mim, corava e na minha perturbação julgava que tinham lido esse nome nos meus olhos ou dentro de minh'alma, onde eu bem sabia que ele estava escrito. "E, entretanto, nem sequer ainda me tinhas visto; se teus olhos haviam passado alguma vez por mim, tinha sido em um desses momentos em que a luz se volta para o íntimo, e se olha, mas não se vê. "Consolava‑me, porém, que algum dia o acaso nos reuniria, e então não sei o que me dizia que era impossível não me amares. "O acaso deu‑se, mas quando a minha existência já se tinha completamente transformado. "Ao sair de um desses bailes, apanhei uma pequena constipação, de que não fiz caso. Minha mãe teimava que eu estava doente, e eu achava‑me apenas um pouco pálida e sentia às vezes um ligeiro calafrio, que eu curava, sentando‑me ao piano e tocando alguma música de bravura. "Um dia, porém, achei‑me mais abatida; tinha as mãos e os lábios ardentes, a respiração era difícil, e ao menor esforço umedecia‑se‑me a pele com uma transpiração que me parecia gelada. "Atirei‑me sobre um sofá e, com a cabeça recostada ao colo de minha mãe, caí em um letargo que não sei quanto tempo durou. Lembro‑me somente que, no momento mesmo em que ia despertando dessa sonolência que se apoderara de mim, vi minha mãe, sentada à cabeceira de meu leito, chorando, e um homem dizia‑lhe algumas palavras de consolo, que eu ouvi como em sonho: "‑‑ Não desespere, minha senhora; a ciência não é infalível, nem os meus diagnósticos são sentenças irrevogáveis. Pode ser que a natureza e as viagens a salvem. Mas é preciso não perder tempo. "O homem partiu. "Não tinha compreendido as suas palavras, às quais não ligava o menor sentido. "Passando um instante, ergui tranqüilamente os olhos para minha mãe, que escondeu o lenço e tragou em silêncio o seu pranto e os seus soluços. "‑‑ Tu choras, mamãe? "‑‑ Não, minha filha... não... não é nada. "‑‑ Mas tu estás com os olhos cheios de lágrimas!... disse eu assustada. "‑‑ Ah! sim!... uma notícia triste que me contaram há pouco... sobre uma pessoa... que tu não conheces. "‑‑ Quem é este senhor que estava aqui? "‑‑ É o Dr. Valadão, que te veio visitar. "‑‑ Então eu estou muito doente, boa mamãe? "‑‑ Não, minha filha, ele assegurou que não tens nada; é apenas um incômodo nervoso. "E minha querida mãe, não podendo mais conter as lágrimas que saltavam dos olhos, fugiu, pretextando uma ordem a dar. "Então, à medida que a minha inteligência ia saindo do letargo, comecei a refletir sobre o que se tinha passado. "Aquele desmaio tão longo, aquelas palavras que eu ouvira ainda entre as névoas de um sono agitado, as lágrimas de minha mãe e a sua repentina aflição, o tom condoído com que o médico lhe falara. "Um raio de luz esclareceu de repente o meu espírito. Estava desenganada. ‑ O poder da ciência, o olhar profundo, seguro, infalível, desse homem que lê no corpo humano como em um livro aberto, tinha visto no meu seio um átomo imperceptível. "E esse átomo era o verme que devia destruir as fontes da vida, apesar dos meus dezesseis anos, apesar de minha organização, apesar de minha beleza e dos meus sonhos de felicidade!" Aqui terminava a primeira folha, que eu acabei de ler entre as lágrimas que me inundavam as faces e caíam sobre o papel. Era este o segredo de sua estranha reserva; era a razão por que me fugia, por que se ocultava, por que ainda na véspera dizia que se tinha imposto o sacrifício de nunca ser amada por mim. Que sublime abnegação, minha prima! E, como eu me sentia pequeno e mesquinho à vista desse amor tão nobre!

Fim do capítulo 6.

Cinco Minutos - José de Alencar - Capítulo 6 Fünf Minuten - José de Alencar - Kapitel 6 Five Minutes - José de Alencar - Chapter 6 Cinco minutos - José de Alencar - Capítulo 6 Beş Dakika - José de Alencar - Bölüm 6

Capítulo 6 de Cinco Minutos de José de Alencar. Esta é uma gravação LibriVox, todas as gravações LibriVox estão em domínio público. Para mais informações ou para ser um voluntário, por favor, visite librivox.org. Weitere Informationen und die Möglichkeit, sich freiwillig zu melden, finden Sie unter librivox.org. Gravado por Vicente. Aufgenommen von Vicente.

Cinco Minutos de José de Alencar. Capítulo 6

Eis o que ela me dizia: "Devo‑te uma explicação, meu amigo. Das sagte sie zu mir: "Ich schulde Ihnen eine Erklärung, mein Freund. Here's what she said to me: "I owe you an explanation, my friend. "Esta explicação é a história da minha vida, breve história, da qual escreveste a mais bela página. "Diese Erklärung ist die Geschichte meines Lebens, eine kurze Geschichte, von der Sie die schönste Seite geschrieben haben. "This explanation is the story of my life, a brief history, of which you wrote the most beautiful page. "Cinco meses antes do nosso primeiro encontro completava eu os meus dezesseis anos, a vida começava a sorrir‑me. "Fünf Monate vor unserem ersten Treffen war ich sechzehn Jahre alt und das Leben begann, mich anzulächeln. "Five months before our first meeting, I turned sixteen, and life was beginning to smile on me. "A educação rigorosa que me dera minha mãe, me conservara menina até àquela idade, e foi só quando ela julgou dever correr o véu que ocultava o mundo aos meus olhos, que eu perdi as minhas idéias de infância e as minhas inocentes ilusões. "Die strenge Ausbildung, die meine Mutter mir gegeben hatte, hielt mich bis zu diesem Alter ein Mädchen, und erst als sie dachte, dass der Schleier, der die Welt vor meinen Augen verbarg, meine Kindheitsideen und meine unschuldigen Illusionen verlieren sollte. "The strict upbringing my mother had given me had kept me a little girl until that age, and it was only when she thought she had to pull back the veil that hid the world from my eyes that I lost my childhood ideas and my innocent illusions. "A primeira vez que fui a um baile, fiquei deslumbrada no meio daquele turbilhão de cavalheiros e damas, que girava em torno de mim sob uma atmosfera de luz, de música, de perfumes. "Als ich das erste Mal auf einen Ball ging, war ich geblendet von diesem Wirbelwind von Herren und Damen, der sich in einer Atmosphäre von Licht, Musik und Parfüm um mich drehte. "The first time I went to a ball, I was dazzled in the middle of that whirlwind of gentlemen and ladies, who revolved around me in an atmosphere of light, of music, of perfumes. "Tudo me causava admiração; esse abandono com que as mulheres se entregavam ao seu par de valsa, esse sorriso constante e sem expressão que uma moça parece  tomar na porta da entrada para só deixá‑lo à saída, esses galanteios sempre os mesmos e sempre sobre um tema banal, ao passo que me excitavam a curiosidade, faziam desvanecer o entusiasmo com que tinha acolhido a notícia que minha mãe me dera da minha entrada nos salões. "Alles war eine Quelle der Bewunderung für mich; diese Hingabe, mit der sich die Frauen ihrem Walzerpartner hingaben, dieses konstante und ausdruckslose Lächeln, das ein Mädchen am Eingang einzunehmen scheint, um es am Ausgang wieder zu verlassen, diese Galanterien, die immer gleich und immer zu einem banalen Thema waren, erregten zwar meine Neugierde, ließen aber die Begeisterung, mit der ich die Nachricht meiner Mutter von meinem Eintritt in die Salons begrüßt hatte, verblassen. "It was all a wonder to me, this abandonment with which women gave themselves to their waltz pair, that constant and expressionless smile that a girl seems to take at the entrance door to just let it out, these gallantry always the same and always on a banal subject, while my curiosity excited me, they faded the enthusiasm with which I had received the news that my mother had given me of my entrance in the halls. "Estavas nesse baile; foi a primeira vez que te vi. "Du warst auf diesem Tanz, es war das erste Mal, dass ich dich gesehen habe. "You were at that ball; it was the first time I saw you. "Reparei que nessa multidão alegre e ruidosa tu só não dançavas nem galanteavas, e passeavas pelo salão como um espectador mudo e indiferente, ou talvez como um homem que procurava uma mulher e só via toilettes. "Mir ist aufgefallen, dass du in dieser fröhlichen und lärmenden Menge weder tanzt noch flirtest, sondern wie ein stummer und gleichgültiger Zuschauer durch den Saal schlenderst, oder vielleicht wie ein Mann, der eine Frau sucht und nur Toiletten sieht. "I noticed that in this happy and noisy crowd you just did not dance or woo, and strolled around the room as a silent and indifferent spectator, or perhaps as a man looking for a woman and seeing only toilettes. "Compreendi‑te e, durante muito tempo, segui‑te com os olhos; ainda hoje me lembro dos teus menores gestos, da expressão do teu rosto e do sorriso de fina ironia que às vezes fugia‑te pelos lábios. "Ich habe dich verstanden und bin dir lange Zeit mit den Augen gefolgt; noch heute erinnere ich mich an deine kleinsten Gesten, an den Ausdruck deines Gesichts und an das Lächeln von feiner Ironie, das dir manchmal über die Lippen kam. "I understood you and, for a long time, I followed you with my eyes; even today I remember your smallest gestures, the expression on your face and the smile of fine irony that sometimes escaped your lips. "Foi a única recordação que trouxe dessa noite, e quando adormeci, os meus doces sonhos de infância, que, apesar do baile, vieram de novo pousar nas alvas cortinas de meu leito, apenas foram interrompidos um instante pela tua imagem, que me sorria. "Es war die einzige Erinnerung, die ich aus jener Nacht mitbrachte, und als ich einschlief, wurden meine süßen Kindheitsträume, die trotz des Balles auf den weißen Vorhängen meines Bettes zur Ruhe kamen, nur für einen Moment von deinem Bild unterbrochen, das mich anlächelte. "It was the only memory I brought back from that night, and when I fell asleep, my sweet childhood dreams, which, despite the ball, came to rest again on the white curtains of my bed, were only interrupted for a moment by your image, which smiled at me . "No dia seguinte reatei o fio de minha existência, feliz, tranqüila e descuidosa, como costuma ser a existência de uma moça aos dezesseis anos. "Am nächsten Tag nahm ich den Faden meiner Existenz wieder auf, glücklich, ruhig und sorglos, wie die Existenz eines sechzehnjährigen Mädchens gewöhnlich ist. "The next day I rewound the thread of my existence, happy, calm and careless, as a sixteen year old girl usually does. "Al día siguiente volví a cablear el hilo de mi existencia, feliz, tranquila y descuidada, como solía ser la existencia de una niña a los dieciséis años. "Algum tempo depois fui a outros bailes e ao teatro, porque minha mãe, que guardara a minha infância, como um avaro esconde o  seu tesouro, queria fazer brilhar a minha mocidade. "Einige Zeit später ging ich zu anderen Tänzen und ins Theater, denn meine Mutter, die meine Kindheit aufbewahrt hatte wie ein Geizhals seinen Schatz, wollte meine Jugend zum Leuchten bringen. "Some time later I went to other dances and to the theater, because my mother, who had guarded my childhood like a miser hides his treasure, wanted to make my youth shine. "Quando  cedia  ao  seu  pedido  e  me ia  aprontar, enquanto preparava o meu simples traje, murmurava: ‑‑ Talvez ele esteja. "Als ich seiner Bitte nachkam und mich fertig machte, während ich mein einfaches Outfit vorbereitete, murmelte ich: -- Vielleicht ist er es. "When he gave in to his request and got me ready while I was preparing my simple suit, he would murmur," Maybe he is. "E esta lembrança, não só me tornava alegre, mas fazia com que procurasse parecer bela, para te merecer um primeiro olhar. "Und diese Erinnerung hat mich nicht nur glücklich gemacht, sondern mich auch dazu gebracht, schön auszusehen, um einen ersten Blick auf dich zu verdienen. "And this memory, not only made me happy, but made me look beautiful, to deserve a first look at you. "Ultimamente era eu quem, cedendo a um sentimento que não sabia explicar, pedia a minha mãe para irmos a um divertimento, só na esperança de encontrar‑te. "Kürzlich war ich es, der einem Gefühl nachgab, das ich nicht erklären konnte, und meine Mutter bat, etwas trinken zu gehen, in der Hoffnung, dich zu treffen. "Lately it was me who, giving in to a feeling I couldn't explain, asked my mother to go for a fun, just in the hope of meeting you. "Nem suspeitavas então que, entre todos aqueles vultos indiferentes, havia um olhar que te seguia sempre e um coração que adivinhava os teus pensamentos, que se expandia quando te via sorrir e contraía‑se quando uma sombra de melancolia anuviava o teu semblante. "Damals wusstest du noch nicht, dass es unter all diesen gleichgültigen Gestalten einen Blick gab, der dich immer verfolgte, und ein Herz, das deine Gedanken erriet, das sich ausdehnte, wenn es dich lächeln sah, und sich zusammenzog, wenn ein Schatten von Melancholie dein Antlitz trübte. "You didn't even suspect then that, among all those indifferent figures, there was a gaze that always followed you and a heart that guessed your thoughts, that expanded when it saw you smile and contracted when a shadow of melancholy clouded your countenance. "Se pronunciavam o teu nome diante de mim, corava e na minha perturbação julgava que tinham lido esse nome nos meus olhos ou dentro de minh'alma, onde eu bem sabia que ele estava escrito. "Wenn sie deinen Namen vor mir aussprachen, errötete ich, und in meiner Aufregung dachte ich, sie hätten ihn in meinen Augen oder in meiner Seele gelesen, wo ich wusste, dass er geschrieben stand. "If they pronounced your name in front of me, I blushed and in my disturbance I thought they had read that name in my eyes or in my soul, where I knew it was written. "E, entretanto, nem sequer ainda me tinhas visto; se teus olhos haviam passado alguma vez por mim, tinha sido em um desses momentos em que a luz se volta para o íntimo, e se olha, mas não se vê. "Und doch hast du mich nicht einmal gesehen; wenn deine Augen jemals an mir vorbeigegangen sind, dann in einem jener Momente, in denen sich das Licht nach innen wendet und man schaut, aber nicht sieht. "And yet you had not yet seen me: if your eyes had ever passed by me, it had been in one of those moments when the light turned inward, and one looks, but one can not see. "Consolava‑me, porém, que algum dia o acaso nos reuniria, e então não sei o que me dizia que era impossível não me amares. "Ich wurde jedoch damit getröstet, dass der Zufall uns eines Tages zusammenführen würde, und dann weiß ich nicht, was mir sagte, dass es für dich unmöglich war, mich nicht zu lieben. "I was comforted, however, that some day chance would bring us together, and then I do not know what it was that told me that it was impossible not to love me. "O acaso deu‑se, mas quando a minha existência já se tinha completamente transformado. "Der Zufall schlug zu, als meine Existenz bereits völlig verändert war. "Chance happened, but when my existence was completely transformed. "Ao sair de um desses bailes, apanhei uma pequena constipação, de que não fiz caso. "Als ich einen dieser Tänze verließ, fing ich mir eine kleine Erkältung ein, die ich aber nicht beachtete. "When I left one of these balls, I got a little cold, which I ignored. Minha mãe teimava que eu estava doente, e eu achava‑me apenas um pouco pálida e sentia às vezes um ligeiro calafrio, que eu curava, sentando‑me ao piano e tocando alguma música de bravura. Meine Mutter bestand darauf, dass ich krank sei, und ich dachte, ich sei nur ein bisschen blass und hätte manchmal ein leichtes Frösteln, das ich kurierte, indem ich mich ans Klavier setzte und bravouröse Musik spielte. My mother insisted that I was ill, and I was just a little pale and sometimes felt a slight chill, which I healed, sitting at the piano and playing some brave music. "Um dia, porém, achei‑me mais abatida; tinha as mãos e os lábios ardentes, a respiração era difícil, e ao menor esforço umedecia‑se‑me a pele com uma transpiração que me parecia gelada. "Eines Tages jedoch war ich noch niedergeschlagener; meine Hände und Lippen brannten, das Atmen fiel mir schwer, und bei der geringsten Anstrengung wurde meine Haut von einem Schweiß benetzt, der mich zu erfrieren schien. "One day, however, I found myself more dejected; my hands and lips were burning, my breathing was difficult, and at the slightest effort, my skin was moistened with perspiration that seemed to me cold. "Atirei‑me sobre um sofá e, com a cabeça recostada ao colo de minha mãe, caí em um letargo que não sei quanto tempo durou. "Ich warf mich auf ein Sofa und fiel, den Kopf auf den Schoß meiner Mutter gelegt, in eine Lethargie, von der ich nicht weiß, wie lange sie anhielt. "I threw myself on a sofa and, with my head resting on my mother's lap, I fell into a lethargy that I don't know how long it lasted. Lembro‑me somente que, no momento mesmo em que ia despertando dessa sonolência que se apoderara de mim, vi minha mãe, sentada à cabeceira de meu leito, chorando, e um homem dizia‑lhe algumas palavras de consolo, que eu ouvi como em sonho: "‑‑ Não desespere, minha senhora; a ciência não é infalível, nem os meus diagnósticos são sentenças irrevogáveis. Ich erinnere mich nur daran, dass ich, als ich aus der Schläfrigkeit erwachte, die mich befallen hatte, meine Mutter weinend an meinem Bett sitzen sah und einen Mann, der einige tröstende Worte zu ihr sagte, die ich wie im Traum hörte: "Verzweifeln Sie nicht, Madame; die Wissenschaft ist nicht unfehlbar, und meine Diagnosen sind keine unwiderruflichen Urteile. I only remember that, just as I was waking up from that drowsiness that had taken hold of me, I saw my mother, sitting at the head of my bed, crying, and a man was saying some words of comfort, which I heard as in dream: "‑‑ Do not despair, madam; science is not infallible, nor are my diagnoses irrevocable sentences. Pode ser que a natureza e as viagens a salvem. Vielleicht werden die Natur und das Reisen sie retten. It may be that nature and travel save it. Mas é preciso não perder tempo. But you must not waste time. "O homem partiu. "Der Mann ist gegangen. "The man left. "Não tinha compreendido as suas palavras, às quais não ligava o menor sentido. "Ich hatte seine Worte nicht verstanden, denen ich nicht die geringste Bedeutung beimaß. "I did not understand his words, to which he did not care at all. "Passando um instante, ergui tranqüilamente os olhos para minha mãe, que escondeu o lenço e tragou em silêncio o seu pranto e os seus soluços. "Nach einem Moment hob ich leise meinen Blick zu meiner Mutter, die ihr Taschentuch verbarg und leise ihre Tränen und Schluchzer hinunterschluckte. "After a moment, I calmly looked up at my mother, who hid her handkerchief and swallowed in silence her tears and sobs. "‑‑ Tu choras, mamãe? "‑‑ Do you cry, mommy? "‑‑ Não, minha filha... não... não é nada. "‑‑ No, my daughter ... no ... it's nothing. "‑‑ Mas tu estás com os olhos cheios de lágrimas!... "Aber deine Augen sind voller Tränen! .... "But your eyes are full of tears! disse eu assustada. sagte ich erschrocken. I said, frightened. "‑‑ Ah! sim!... uma notícia triste que me contaram há pouco... sobre uma pessoa... que tu não conheces. eine traurige Nachricht, die mir vorhin mitgeteilt wurde... über eine Person, die Sie nicht kennen... a sad news that I was told a little while ago ... about a person ... that you don't know. "‑‑ Quem é este senhor que estava aqui? "-- Wer ist der Herr, der hier war? "‑‑ Who is this gentleman who was here? "‑‑ É o Dr. Valadão, que te veio visitar. "Es ist Dr. Valadão, der Sie besuchen möchte. "‑‑ Então eu estou muito doente, boa mamãe? "Ich bin also sehr krank, gute Mami? "‑‑ So I'm really sick, good mom? "‑‑ Não, minha filha, ele assegurou que não tens nada; é apenas um incômodo nervoso. "Nein, mein Kind, er hat mir versichert, dass du nichts hast; es ist nur eine nervöse Belästigung. "E minha querida mãe, não podendo mais conter as lágrimas que saltavam dos olhos, fugiu, pretextando uma ordem a dar. "Und meine liebe Mutter, die die Tränen nicht zurückhalten konnte, die ihr in die Augen stiegen, floh und gab vor, einen Auftrag zu haben. "And my dear mother, no longer able to hold back the tears that sprang to her eyes, fled, pretexting an order to give. "Y mi querida madre, no pudiendo ya contener las lágrimas que brotaban de sus ojos, salió corriendo, fingiendo tener una orden que dar. "Então, à medida que a minha inteligência ia saindo do letargo, comecei a refletir sobre o que se tinha passado. "Als meine Intelligenz die Lethargie verließ, begann ich darüber nachzudenken, was passiert war. "So, as my intelligence was leaving the lethargy, I started to reflect on what had happened. "Aquele desmaio tão longo, aquelas palavras que eu ouvira ainda entre as névoas de um sono agitado, as lágrimas de minha mãe e a sua repentina aflição, o tom condoído com que o médico lhe falara. "Der lange Ohnmachtsanfall, die Worte, die ich noch im Nebel eines unruhigen Schlafes gehört hatte, die Tränen meiner Mutter und ihre plötzliche Verzweiflung, der schmerzliche Ton, mit dem der Arzt zu ihr gesprochen hatte. "That faint so long, those words that I had heard in the mists of restless sleep, my mother's tears and her sudden distress, the sympathetic tone with which the doctor had spoken to her. "Aquel largo desmayo, aquellas palabras que aún había oído en las brumas de un sueño agitado, las lágrimas de mi madre y su repentina angustia, el tono compasivo con que el médico le había hablado. "Um raio de luz esclareceu de repente o meu espírito. "Ein Lichtstrahl erleuchtete plötzlich meinen Geist. "A ray of light suddenly clarified my spirit. Estava desenganada. I was disillusioned. ‑ O poder da ciência, o olhar profundo, seguro, infalível, desse homem que lê no corpo humano como em um livro aberto, tinha visto no meu seio um átomo imperceptível. - Die Macht der Wissenschaft, der tiefe, sichere, unfehlbare Blick dieses Mannes, der im menschlichen Körper wie in einem offenen Buch liest, hatte in meinem Busen ein unmerkliches Atom gesehen. - The power of science, the deep, sure, infallible look of this man who reads in the human body as in an open book, had seen in my bosom an imperceptible atom. - El poder de la ciencia, la mirada profunda, segura, infalible de este hombre que lee en el cuerpo humano como en un libro abierto, había visto un átomo imperceptible en mi pecho. "E esse átomo era o verme que devia destruir as fontes da vida, apesar dos meus dezesseis anos, apesar de minha organização, apesar de minha beleza e dos meus sonhos de felicidade!" "Und dieses Atom war der Wurm, der die Quellen des Lebens zerstören sollte, trotz meiner sechzehn Jahre, trotz meiner Organisation, trotz meiner Schönheit und meiner Träume vom Glück!" "And that atom was the worm that was supposed to destroy the fountains of life, despite my sixteen years, despite my organization, despite my beauty and my dreams of happiness!" "¡Y ese átomo era el gusano que se suponía que destruiría las fuentes de la vida, a pesar de mis dieciséis años, a pesar de mi organización, a pesar de mi belleza y mis sueños de felicidad!" Aqui terminava a primeira folha, que eu acabei de ler entre as lágrimas que me inundavam as faces e caíam sobre o papel. Dies war das Ende des ersten Blattes, das ich zwischen den Tränen, die mir über die Wangen liefen und auf das Papier fielen, zu Ende las. Here ended the first sheet, which I just read through the tears that flooded my cheeks and fell on the paper. Aquí terminaba la primera hoja, que acababa de leer entre las lágrimas que inundaban mis mejillas y caían sobre el papel. Era este o segredo de sua estranha reserva; era a razão por que me fugia, por que se ocultava, por que ainda na véspera dizia que se tinha imposto o sacrifício de nunca ser amada por mim. Dies war das Geheimnis seiner seltsamen Zurückhaltung; es war der Grund, warum ich weggelaufen bin, warum ich mich versteckt habe, warum sogar am Tag zuvor gesagt wurde, dass das Opfer, niemals von mir geliebt zu werden, auferlegt worden war. This was the secret of his strange reserve; it was the reason why I ran away, why I hid, why even the day before I said that the sacrifice of never being loved by me had been imposed. Este era el secreto de su extraña reserva; fue la razón por la que huyó de mí, por la que se escondió, por la que sólo el día anterior dijo que había hecho el sacrificio de nunca ser amada por mí. Que sublime abnegação, minha prima! Welch erhabene Selbstverleugnung, mein Cousin! What sublime self-sacrifice, my cousin! E, como eu me sentia pequeno e mesquinho à vista desse amor tão nobre! Und wie klein und unbedeutend fühlte ich mich im Angesicht einer so edlen Liebe! And, how small and petty I felt in the face of this noble love!

Fim do capítulo 6. Ende von Kapitel 6.