×

Nós usamos os cookies para ajudar a melhorar o LingQ. Ao visitar o site, você concorda com a nossa política de cookies.


image

TED Português, O universo fake que alimenta as fake news | Alexandre Botão | TEDxPorto (2)

O universo fake que alimenta as fake news | Alexandre Botão | TEDxPorto (2)

na fumaça das "fake news",

e alguns dos veículos de notícias verdadeiras.

Todos eles em passando por matrizes de confiança histórica.

e a popularização não apenas das "fake news"

mas do termo "fake news" fez com que eles recuperassem

parte dessa confiança e assinantes digitais.

Então, todas as vezes que um jornal tentar vender

como a cura para as "fake news"

saibam que o benefício é mútuo.

Ok, então em quem podemos confiar?

Por sorte, há uma fórmula matemática para resolver esse problema.

"Confia apenas em quem é 100% prejudicado e 0% beneficiado".

Só há uma resposta certa para isso.

Apenas em nós mesmos.

Perfis falsos, avaliações falsas, notícias falsas,

tudo isso faz estragos dolorosamente reais.

Esse conjunto de "fakes" manipula a democracia,

altera o curso da história,

promove o racismo, a xenofobia, a homofobia, a misoginia,

contra pessoas reais.

E, sendo bem sincero,

tenta fazer todos nós de idiotas.

A única maneira de combater isso,

é exercer, exercitar

e, principalmente, ensinar o pensamento crítico.

Desconfiar não apenas das notícias suspeitas

mas de todas as notícias, discursos, informações

e até daquela avaliação da varinha mágica.

E mais importante do que isso.

Duvidou?

Não partilhem absolutamente nada.

Porque nesse universo de "fakes" há um poder real que é nosso.

É a nossa varinha mágica e essa faz magia.

O nosso poder é o de não interagir com isso.

Não, não vou partilhar.

"Fake you, fake news".

(Risos)

"Fake you".

(Aplausos)

O universo fake que alimenta as fake news | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) Das gefälschte Universum, das gefälschte Nachrichten nährt | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) The fake universe that feeds fake news | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) El universo falso que alimenta las noticias falsas | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) Le faux univers qui alimente les fausses nouvelles | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) L'universo falso che alimenta le fake news | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) フェイクニュースを生み出すフェイクの世界|アレクサンドル・ボタォン|TEDxPorto (2) Het nepuniversum dat nepnieuws voedt | Alexandre Botão | TEDxPorto (2) Фейковий всесвіт, який живить фейкові новини | Александр Ботао | TEDxPorto (2) 虚假宇宙助长虚假新闻 | Alexandre Botão | TEDxPorto (2)

na fumaça das "fake news",

e alguns dos veículos de notícias verdadeiras.

Todos eles em passando por matrizes de confiança histórica.

e a popularização não apenas das "fake news"

mas do termo "fake news" fez com que eles recuperassem

parte dessa confiança e assinantes digitais.

Então, todas as vezes que um jornal tentar vender

como a cura para as "fake news"

saibam que o benefício é mútuo.

Ok, então em quem podemos confiar?

Por sorte, há uma fórmula matemática para resolver esse problema.

"Confia apenas em quem é 100% prejudicado e 0% beneficiado".

Só há uma resposta certa para isso.

Apenas em nós mesmos.

Perfis falsos, avaliações falsas, notícias falsas,

tudo isso faz estragos dolorosamente reais.

Esse conjunto de "fakes" manipula a democracia,

altera o curso da história,

promove o racismo, a xenofobia, a homofobia, a misoginia,

contra pessoas reais.

E, sendo bem sincero,

tenta fazer todos nós de idiotas.

A única maneira de combater isso,

é exercer, exercitar

e, principalmente, ensinar o pensamento crítico.

Desconfiar não apenas das notícias suspeitas

mas de todas as notícias, discursos, informações

e até daquela avaliação da varinha mágica. and even that magic wand assessment.

E mais importante do que isso.

Duvidou?

Não partilhem absolutamente nada.

Porque nesse universo de "fakes" há um poder real que é nosso.

É a nossa varinha mágica e essa faz magia. It's our magic wand and this one does magic.

O nosso poder é o de não interagir com isso.

Não, não vou partilhar.

"Fake you, fake news".

(Risos)

"Fake you".

(Aplausos)