×

Мы используем cookie-файлы, чтобы сделать работу LingQ лучше. Находясь на нашем сайте, вы соглашаетесь на наши правила обработки файлов «cookie».


image

Mescla - Entrevistas, Você sofria bullying na escola?

Você sofria bullying na escola?

Eu passei por uma situação um pouco complicada, na escola...

Eu costumo falar que eu era o alvo de bullying completo...

Eu sofri bullying em 5 escolas diferentes que eu estudei...

Gorda, preta, banguela, porque eu não tinha o dente da frente e, segundo as pessoas, nerd.

Eu fui desenvolvendo uma falta de vontade de ir pra escola. Então eu sempre inventava alguma coisa:

Ah, eu tô com dor de barriga, não quero ir pra escola, ai, tô enjoada, não quero ir pra escola...

Sofri bastante bullying por conta que eu gostava de me vestir com roupas que eram meio que "uniforme masculino".

Eu me importava muito porque a gente queria fazer parte de um grupo, e eu não me encaixava nos grupos, sabe?

As meninas não queriam brincar comigo porque eu não tava dentro do padrão das menininhas que gostavam de brincar de boneca...

E os meninos não queriam brincar comigo porque eu era menina.

A maioria das pessoas gays e pessoas negras não gostam dessa fase da escola porque tem essa coisa do bullying e que a gente tenta, tipo, tirar da nossa vida,

e aí quando a gente se encontra com ela na fase adulta, a gente fica assustado.

Eu gosto de dizer racismo, mesmo. Ainda que haja o bullying, ele tá abaixo do racismo, né?

Então, pô, você é burro, você é burro também, e tal. Mas é muito diferente quando você fala: tá, mas você é burro e você é um macaco.E você é o negrinho carvão...

Tipo, é outro lugar, né?

O que me disseram foi pouco perto das violências físicas. Eu caí na escola e os moleques chutaram a minha boca.

E aí morreu o nervo do dente de leite e os dentes de leite começaram a ficar pretos, e os permanentes nasceram, tipo, todos tortos.

Eu tinha um canino no céu da boca. Tive que usar aparelho durante muito tempo. E aí eu perguntei pra minha mãe: "Mãe quando foi?" E eu tava no pré.

Eu sofria muito bullying, assim, do tipo, ah, ela joga video-game, será que ela é homem? Sabe? As meninas comentavam isso de mim...

E essas coisas me afetavam muito e eu achava isso muito esquisito, eu comecei a achar que eu tinha algum problema...

E às vezes eu chegava da escola e chorava todo dia...

Porque eu lembrava delas falando de mim, apontando o dedo...

Eu lembro da primeira aula de educação física do segundo grau.

Eram duas professoras, aí elas tavam pesando os alunos, e falando, fazendo algum comentário sobre o peso, que a pessoa tinha que melhorar, não sei o quê...

Quando chegou a minha vez, eu era o mais gordinho da sala, eu chego, subo na balança e dá 105 quilos.

Ela vira para mim e fala: meu Deus do céu, você é um obeso mórbido. Com 15 anos, você tá pesando isso.

Eu tinha 1m87, cara. Não tem como eu tá... Se eu tava acima do meu peso, eu tava 15 quilos acima do meu peso, que seja.

Eu acho que não é certo você falar isso pra ninguém. Aí aquele dia o que que aconteceu? Eu virei o obeso mórbido da sala, né?

Teve uma aluna que fez um blog pra falar mal, ela falou mal, se não me engano, de 17 alunos e 3 professores. Tipo, ela expôs uma coisa que não era da conta dela,

e que me afetou. E eu lembro que ela falou coisas bem piores de outras pessoas, como por exemplo de um menino negro, que ela falou que ele comia lixo...

Só porque ele era negro.

Eu sempre fui uma criança muito grande pra minha idade. E o que eu tenho de grande, eu tenho de boba.

Quando eu chegava na escola, era o alvo fácil pra piada, né, porque era uma menina muito grande e mais gordinha.

Sempre mexiam comigo, jogavam bolinha de papel, ficavam colocando apelido...

E uma vez chegou num nível extremo que eu apanhei de um menino na escola simplesmente porque ele não ia com a minha cara.

Eu fazia o bullying e recebia o bullying. Era natural.

Tinha uma menina que ela tinha o cabelo que fazia uma curva aqui, né... E ela era bem queixuda. Eu chamava ela de Juliana Cabeça de Coração.

Se eu tivesse a consciência que eu tenho hoje, naquela época, eu não faria esse tipo de brincadeira, sem dúvida alguma.

Então eu desejo muito que hoje em dia ele saiba lidar com pessoas diferentes do que ele.

As palavras que elas falaram para mim, até hoje me marcam, sabe? Então, assim, eu acho que as pessoas têm que pensar mais antes de fazer esse tipo de coisa.

E aí eu comecei a pensar em si mesmo, o que é que tem de errado comigo... Então eu comecei a ter esse processo dentro da minha cabeça...

Foi um processo muito longo, mas eu melhorei muito nos últimos anos com o fato de que... meu... deixa a pessoa lá...

Relevar, não chorar depois...

Né? Já aconteceu... Agora não acontece mais...

Tô bem mais firme...

E relevar. Essa é a dica que eu dei para mim mesma.


Você sofria bullying na escola?

Eu passei por uma situação um pouco complicada, na escola...

Eu costumo falar que eu era o alvo de bullying completo... I usually say that I was the whole target of bullying...

Eu sofri bullying em 5 escolas diferentes que eu estudei... I was bullied in 5 different schools that I studied...

Gorda, preta, banguela, porque eu não tinha o dente da frente e, segundo as pessoas, nerd. Fat, black, toothless, because I didn't have a front tooth and, according to people, a nerd.

Eu fui desenvolvendo uma falta de vontade de ir pra escola. Então eu sempre inventava alguma coisa: I developed an unwillingness to go to school. So I always made up something:

Ah, eu tô com dor de barriga, não quero ir pra escola, ai, tô enjoada, não quero ir pra escola... Ah, I have a stomachache, I don't want to go to school, oh, I'm sick, I don't want to go to school...

Sofri bastante bullying por conta que eu gostava de me vestir com roupas que eram meio que "uniforme masculino". I suffered a lot of bullying because I liked to dress in clothes that were sort of "men's uniform".

Eu me importava muito porque a gente queria fazer parte de um grupo, e eu não me encaixava nos grupos, sabe? I cared a lot because we wanted to be part of a group, and I didn't fit into the groups, you know?

As meninas não queriam brincar comigo porque eu não tava dentro do padrão das menininhas que gostavam de brincar de boneca... The girls didn't want to play with me because I wasn't within the pattern of little girls who liked to play with dolls...

E os meninos não queriam brincar comigo porque eu era menina. And the boys didn't want to play with me because I was a girl.

A maioria das pessoas gays e pessoas negras não gostam dessa fase da escola porque tem essa coisa do bullying e que a gente tenta, tipo, tirar da nossa vida, Most gay people and black people don't like this stage of school because there's this bullying thing and we try to, like, take it out of our lives,

e aí quando a gente se encontra com ela na fase adulta, a gente fica assustado. and then when we face it in adulthood, we get scared .

Eu gosto de dizer racismo, mesmo. Ainda que haja o bullying, ele tá abaixo do racismo, né? I like to say racism, really. Even though there is bullying, it is below racism, right?

Então, pô, você é burro, você é burro também, e tal. Mas é muito diferente quando você fala: tá, mas você é burro e você é um macaco.E você é o negrinho carvão... So, man, you're dumb, you're dumb too, and such. But it's very different when you say: ok, but you're dumb and you're a monkey. And you're the black nigger...

Tipo, é outro lugar, né? Like, it's another place, right?

O que me disseram foi pouco perto das violências físicas. Eu caí na escola e os moleques chutaram a minha boca. What they told me was hardly close to physical violence. I fell at school and the kids kicked me in the mouth.

E aí morreu o nervo do dente de leite e os dentes de leite começaram a ficar pretos, e os permanentes nasceram, tipo, todos tortos. And then the baby tooth nerve died and the baby teeth started to turn black, and the perms were born, like, all crooked.

Eu tinha um canino no céu da boca. Tive que usar aparelho durante muito tempo. E aí eu perguntei pra minha mãe: "Mãe quando foi?" E eu tava no pré. I had a canine in the roof of my mouth. I had to wear braces for a long time. And then I asked my mom: "Mom, when was it?" And I was in pre-school.

Eu sofria muito bullying, assim, do tipo, ah, ela joga video-game, será que ela é homem? Sabe? As meninas comentavam isso de mim... I was bullied a lot, like, oh, she plays video games, is she a man? Do you know? The girls commented that about me...

E essas coisas me afetavam muito e eu achava isso muito esquisito, eu comecei a achar que eu tinha algum problema... And these things affected me a lot and I thought it was very weird, I started to think that I had a problem...

E às vezes eu chegava da escola e chorava todo dia... And sometimes I came home from school and cried every day...

Porque eu lembrava delas falando de mim, apontando o dedo... Because I I remembered them talking about me, pointing their finger...

Eu lembro da primeira aula de educação física do segundo grau. I remember my first gym class in high school.

Eram duas professoras, aí elas tavam pesando os alunos, e falando, fazendo algum comentário sobre o peso, que a pessoa tinha que melhorar, não sei o quê... There were two teachers, then they were weighing the students, and talking, making some comment about the weight, that the person had to improve, I don't know what...

Quando chegou a minha vez, eu era o mais gordinho da sala, eu chego, subo na balança e dá 105 quilos. When my turn came, I was the fattest in the class, I I arrive, I climb on the scale and it weighs 105 kilos.

Ela vira para mim e fala: meu Deus do céu, você é um obeso mórbido. Com 15 anos, você tá pesando isso. She turns to me and says: my God in heaven, you are morbidly obese. At 15 years old, you're weighing it.

Eu tinha 1m87, cara. Não tem como eu tá... Se eu tava acima do meu peso, eu tava 15 quilos acima do meu peso, que seja. I was 1m87, man. There's no way I can... If I was overweight, I was 15 kilos above my weight, whatever.

Eu acho que não é certo você falar isso pra ninguém. Aí aquele dia o que que aconteceu? Eu virei o obeso mórbido da sala, né? I don't think it's right for you to say that to anyone. Then that day what happened? I became the morbidly obese person in the room, right?

Teve uma aluna que fez um blog pra falar mal, ela falou mal, se não me engano, de 17 alunos e 3 professores. Tipo, ela expôs uma coisa que não era da conta dela, There was a girl who made a blog to speak ill, she spoke ill, if I'm not mistaken, of 17 students and 3 teachers. Like, she exposed something that was none of her business,

e que me afetou. E eu lembro que ela falou coisas bem piores de outras pessoas, como por exemplo de um menino negro, que ela falou que ele comia lixo... and that affected me. And I remember that she said much worse things about other people, like, for example, a black boy, that she said he ate garbage...

Só porque ele era negro. Just because he was black.

Eu sempre fui uma criança muito grande pra minha idade. E o que eu tenho de grande, eu tenho de boba. I was always a very big kid for my age. And my size is equal to the size of my sillyness.

Quando eu chegava na escola, era o alvo fácil pra piada, né, porque era uma menina muito grande e mais gordinha. When I arrived at school, I was an easy target for a joke, you know, because I was a very big and fatter girl.

Sempre mexiam comigo, jogavam bolinha de papel, ficavam colocando apelido... They always messed with me, threw paper balls, kept giving me nicknames...

E uma vez chegou num nível extremo que eu apanhei de um menino na escola simplesmente porque ele não ia com a minha cara. And once it got to an extreme level that I got beaten up by a boy at school simply because he didn't like me.

Eu fazia o bullying e recebia o bullying. Era natural. I bullied and was bullied. It was natural.

Tinha uma menina que ela tinha o cabelo que fazia uma curva aqui, né... E ela era bem queixuda. Eu chamava ela de Juliana Cabeça de Coração. There was a girl who had hair that curved here, right... And she was very cheesy. I called her Juliana Head of Heart.

Se eu tivesse a consciência que eu tenho hoje, naquela época, eu não faria esse tipo de brincadeira, sem dúvida alguma. If I had the awareness that I have today, back then, I wouldn't play this kind of joke, without a doubt.

Então eu desejo muito que hoje em dia ele saiba lidar com pessoas diferentes do que ele. So I really wish that nowadays he knows how to deal with people who is different from him.

As palavras que elas falaram para mim, até hoje me marcam, sabe? Então, assim, eu acho que as pessoas têm que pensar mais antes de fazer esse tipo de coisa. The words they spoke to me still mark me today, you know? So, like, I think people have to think more before doing this kind of thing.

E aí eu comecei a pensar em si mesmo, o que é que tem de errado comigo... Então eu comecei a ter esse processo dentro da minha cabeça... And then I started to think about it, what's wrong with me... So I started to have this process inside my head...

Foi um processo muito longo, mas eu melhorei muito nos últimos anos com o fato de que... meu... deixa a pessoa lá... It was a very long process, but I've improved a lot in the last few years with the fact that... dude... leave the person there...

Relevar, não chorar depois... Relieve, don't cry later...

Né? Já aconteceu... Agora não acontece mais... Right? It already happened... Now it doesn't happen anymore...

Tô bem mais firme... I'm much stronger...

E relevar. Essa é a dica que eu dei para mim mesma. And let it go. That's the tip I gave myself.