×

We use cookies to help make LingQ better. By visiting the site, you agree to our cookie policy.


image

Diogo Elzinga, Todos os MOTIVOS PARA VIVER EM FLORIANÓPOLIS SC

Todos os MOTIVOS PARA VIVER EM FLORIANÓPOLIS SC

Florianópolis

certamente é uma das cidades mais bonitas do Brasil.

E ai de quem ousar duvidar disso.

Como todo mundo sabe é uma ilha banhada pelo Oceano Atlântico, cheio de trilhas, de praias,

de morros, de lugares secretos, de

natureza, de fauna e mais várias coisas que só quem foi nessa cidade certamente conhece.

Por isso, eu resolvi compilar os principais motivos e

transformar neste vídeo que vos apresentam com os principais motivos para você morar em Florianópolis.

Mas aqui vai um spoiler, se você não gosta de sol,

Florianópolis também é legal. Ah, esse é um daqueles vídeo cheio de dicas de

passeios, de lugares para você visitar, não só pra você morar.

E então, já pega aquele caderninho maroto e começa a fazer umas anotações.

Enquanto isso, se inscreva no canal, não esquece deixar o joinha e também de ativar o sininho das notificações.

Praias

Vamos começar pelo óbvio, já que praia é o que não falta,

afinal é uma ilha cheia de praias. Mas talvez quando você ouça falar em

Florianópolis e nas praias, algumas venham a sua cabeça, como por exemplo,

Canasvieiras, Ingleses,

Jurerê Internacional e

aquelas casonas que um dia a gente sonha em morar lá.

Mas talvez você já tenha ouvido falar da Ilha do Campeche, que é uma ilha de

Floripa, no caso uma ilha da ilha.

Muitos dizem ser o lugar mais bonito de Florianópolis,

inclusive com uma fauna riquíssima, areia branquinha e águas cristalinas.

E aí como o acesso é feito por barco, nem tanta gente gosta de ir pra lá ou vai pra lá, por causa que é difícil.

O que no fim das contas é muito melhor se você não gosta de muita gente.

Se você gosta de naturismo, então, talvez a Galheta

seja o melhor destino para você ir, já que desde os anos 70 se pratica muito disso por lá, mesmo que não seja

obrigado a você entrar pelado.

E o acesso pra Galheta se dá por duas trilhas. Uma é mais fácil e outra mais difícil,

respectivamente, pela Praia Mole e pela Barra da Lagoa.

E já que você tá por essas bandas

aproveite para conhecer as piscinas naturais da Barra da Lagoa,

que fica ali na Barra da Lagoa.

Assim como, a Praia Mole que também fica ali, tudo mais ou menos no mesmo lugar, que são

lugares que você certamente não pode deixar de conhecer em Florianópolis.

E, é claro, né, como fazer esse vídeo sem falar da

Daniela e aquelas vegetações que invadem o mar, aquele lugar riquíssimo,

bonito, outro lugar também que a gente sonha em morar algum dia.

Vá visitar porque é muito legal, uma das principais praias

de Florianópolis, na parte norte da cidade.

Trilhas

Se você é que nem eu e gosta de ir pra praia e

visitar vários lugares, viajar pelo mundo e fazer trilhas e então eu vou te dizer que Florianópolis não

decepciona nem um pouco, porque a cidade é cheia de trilhas para você fazer.

Pelo menos, gastar as calorias é o que você vai fazer bastante nessa cidade.

Pra começar vamos pela principal. Muita gente já ouviu falar da Lagoinha do Leste,

que tem uma trilha, na verdade, são duas trilhas que você pode fazer.

Uma mais fácil e outra mais difícil, a mais é fácil pelo Pântano Sul e a mais

difícil é lá pelo Matadeiro.

Se você olhar no mapa, lá na parte sul da ilha de Florianópolis, você vai ver que tem um pedacinho bem

estreitinho ali que só tem areia.

Então ali é praia, né, ali é a tal da Lagoinha do Leste. Na verdade, lagoinha é antes da praia, você vai ver,

se tu olhar o mapa, tu vai entender o que é a Lagoinha do Leste.

E pra quem não gosta de caminhar você pode fazer esse percurso

por barco, que eu já acho que também é legal, mas tira bastante da adrenalina porque

essas trilhas,

principalmente a do Pântano Sul, ela é muito

íngreme. É cheio de descida e subida e pedra pra você escalar ali.

A do Matadeiro dura cerca de três horas, é mais comprida mas

as vistas são mais bonitas. E quando você finalmente

chega a Lagoinha do Leste, você vai ter mais uma opção de lazer ali,

que é escalar o Morro da Coroa. Que ali sim, literalmente,

como diz o pessoal que gosta de fazer trilha,

você vai ter que escalaminhar, que é uma mistura de escalar com um caminhar, porque você tem que

usar as pernas, as mãos e tudo para subir até o topo. Mas o lugar ó.. lindo

Outra trilha muito famosa em Florianópolis é a trilha do Gravatá,

que lá no topo do morro e inclusive tem algumas rampas

que o pessoal pula.

Mas é pra fazer parapente, asa delta, essas coisas.

Por lá tem algumas colônias de pescadores e também um detalhe que muitos turistas

não percebem.

Tem uma parte lá, que tem umas rochas que são alinhadas misteriosamente, ninguém sabe quem fez aquilo lá.

Que serve de laboratório

astronômico meio primitivo, que o pessoal até hoje usa pra marcar os equinócios e solstícios.

E lá de cima você consegue enxergar a Lagoa da Conceição, a praia da Joaquina,

o Morro da Lagoa,

o Campeche, a Praia Mole, a Galheta e vários outros lugares.

E caso você não saiba, em Florianópolis você pode fazer o caminho de Santiago

da Compostela.

Sim, aquele caminho muito famoso que tem lá na Espanha.

E ele vai de Canasvieiras até a Praia dos Ingleses.

São 21 quilômetros e você vai parando no caminho ali pra conseguir o carimbo nas igrejas.

E olha só, esse percurso foi

homologado, lá pela galera da

Santiago da Compostela, então, é oficial.

E ainda assim, tem a trilha do Morro das Aranhas, tem a Pedra da Boa Vista

e ainda aquela que vai pra praia de Naufragados,

com a vista da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba,

com mais de 275 anos de história.

Mirantes

Como a gente está falando de trilhas antes, né, toda trilha por si só já é um mirante natural,

mas existem vários lugares na cidade que você pode observar

a vista sem ter que gastar muito das pernas, né.

E mesmo assim esses lugares são tão majestosos quanto qualquer outro.

E aqui eu quero te apresentar os três principais:

começando pelo Morro da Cruz, um dos pontos mais altos de toda Florianópolis.

De lá, você consegue enxergar a ponte Hercílio Luz,

as baías norte e sul, a Ilha de Ratones, a praia de Sambaqui, Cacupé, Daniela.

É uma das melhores vistas da cidade, segundo os moradores, principalmente pelo pôr do sol.

Infraestrutura não tem muito por ali, mas isso é o de menos.

O principal acesso por lá vai pelo Bairro Agronômica,

indo pela avenida do Antão, mas toma muito cuidado

pelo caminho que o GPS vai te mandar ir, porque tem um que não lembro exatamente

como é que o nome, que ele passa no meio de uma comunidade, que

é muito

mas muito e quando digo muito é muito mesmo

íngreme. Então se você não tiver um carro muito bom ou tiver com muita gente dentro do carro

pode ser que você tenha um mau mome nto ele pra subir aquele morro.

Outro mirante muito famoso é o mirante Manoel Menezes, também conhecido como mirante

da lagoa, e de lá você enxerga Lagoa da Conceição, a Avenida das Rendeiras,

as dunas da Joaquina e também a Praia Mole.

Ele fica no morro das Sete Voltas e se você já foi para Florianópolis com

certeza vai saber onde é que é esse morro das Sete Voltas.

E também não deixe de visitar o Mirante da Ponte Hercílio Luz,

a mais longa a ponte pênsil com um sistema de barras de olhal do mundo. O que significa isso, não sei

mas aquela lá é a maior da categoria dela. A ponte foi a primeira ligação oficial

entre o continente e a ilha e eu garanto para vocês que à noite a vista é espetacular.

Museus.

Muita gente prefere dispensar esse tipo de visita, mas eu gosto de dizer que tudo fica melhor com uma

história contada e é visitando os museus que geralmente a gente descobre

porque as coisas são como elas são.

E aqui vou deixar apenas dois para o vosso deleite. Você pode fazer isso apenas numa tarde e

eu não estou enchendo você de museu para visitar.

Então esses são os principais. O primeiro deles é o Palácio Cruz e Sousa, que durante

muito tempo, lá no passado foi sede do governo de Santa Catarina,

inclusive recebeu a visita de Dom Pedro I, Dom Pedro II.

Hoje lá se encontra o museu histórico do Estado de Santa Catarina que,

conta a história do Estado de Santa Catarina

e também da ilha de Florianópolis.

Se você não se interessar muito pelas peças do museu, com certeza vai ficar muito louco de visitar

arquitetura desse lugar, principalmente no segundo piso.

E outro lugar pra você visitar é o Museu Arqueológico

ao ar livre, porque ali tem história antes da história ser história,

com inscrições rupestres datadas de mais de 4 mil anos

lá na Praia do Santinho. E lá no costão sul da Praia do Santinho, você vai encontrar calçamento,

tem sinalização e também a Praça do Conhecimento para você entender o que está acontecendo ali.

Já no costão norte tem dois sítios muito

interessantes, que o acesso é um pouco difícil, mas é top.

A história da cidade.

Antes de Florianópolis ser Florianópolis o lugar era chamado de Nossa Senhora do Desterro

ou apenas Ilha do Desterro.

Só que daí deu um rolo lá com atual Presidente da República,

naquele tempo chamado queridíssimamente do Senhor

Marechal Floriano Peixoto e aí o cara foi lá brigou com a galera de Desterro

e o pessoal teve que mudar o nome da cidade e virou Florianópolis, que significa cidade de Floriano.

Olha só que putice que esse cara fez.

Inclusive, até hoje existem vários movimentos em Florianópolis para mudar

o nome para a Ilha do Desterro de novo.

Dadas as devidas explicações você deve entender que Floripa tem bastante história,

mais precisamente uns 350 anos, mais ou menos,

que você pode conhecer, principalmente, pela arquitetura da cidade, mais especificamente

começando lá pelo Centro Histórico de Florianópolis.

Que é um lugar pequeno, em poucas horas de caminhada você consegue desbravar tudo.

Inclusive, aquele Palácio Cruz e Sousa, que eu falei

para vocês antes, ele fica ali.

Coloque no roteiro o Memorial Miramar pra você visitar.

Também a Praça 15 de novembro, que é a principal praça da cidade que lá em

1662 foi fundada a Vila de Nossa Senhora do Desterro.

Tem também a Figueira Centenária nesta mesma praça

e a Catedral Metropolitana erguida em 1678.

Também um comércio riquíssimo e

várias ruazinhas estreitas e calçadões ali nessa região.

Tem o Largo da Alfândega que deixou de existir em 1964

e claro, o famoso Mercado Público, inaugurado em 1898,

que é uma síntese de o porquê que Florianópolis é uma cidade tão encantadora.

Só não dá muita bola pro cherini peixe.

Já o norte da Ilha da Magia, você encontra Santo Antônio de Lisboa e

Sambaqui, um dos locais mais antigos da cidade.

Lá é cheio daquelas casinhas coloridas estilo açoriano e também aquelas ruazinhas

estreitas que só quem conhece pode passar o que eu tô falando.

E se você for pra lá, aproveite que

no final da tarde, segundo os moradores de toda Florianópolis,

é lá que está o melhor pôr do sol.

E para finalizar o passeio histórico coloca Ribeirão da Ilha no seu trajeto.

Que é um dos primeiros povoados da ilha com cultura açoriana

e construções centenárias. É lá que você vai encontrar os famosos manezinhos da ilha,

também as rendeiras e vai ouvir diversas histórias que aquele pessoal,

daquele canto lá, tem muita história pra contar.

E aproveite também, para ir para o Caminho das Ostras

desfrutar o prato, porque ostra é que nem mato lá.

Gastronomia

Você vai para Florianópolis, vai perceber que existe um pouco de tudo pra comer nesse lugar.

Afinal a diversidade gastronômica cultural desta cidade é absurda.

Mas eu vou deixar aqui pra vocês alguns lugares que vocês devem conhecer com certeza.

Vamos começar pelo Mercado Público,

porque muitas cidades têm um Mercado Público, em Porto Alegre também tem um Mercado Público,

mas cada lugar é diferente. E em Florianópolis o Mercado Público é muito legal

porque ele é, tipo ao ar livre, só que é meio fechadinho em cima.

Quem for pra lá vai entender e é cheio de

banquinhas, tem várias pessoas ali conversando, agitando o tempo todo

e geralmente, quando você vai pra lá, claro, dependendo quando você vai,

tem show ao vivo com uma galera local ali tocando uma música,

o pessoal fica de boa.

E se você for lá não deixa de comer um pastel do Box 32.

Que o box 32 já ganhou vários prêmios de melhor estabelecimento, de mais lembrado, esse tipo de coisa.

E dizem que o pastel deles é famoso em toda a cidade.

Outro lugar é o Bar do Arante, lá no Pântano Sul.

Se você vai fazer a Lagoinha do Leste ,você pode ir pra lá.

É bem longe do centro de Florianópolis,

mas a vista, o caminho até lá já compensa

e também os pratos à base de frutos do mar e também aqueles

bilhetes que o pessoal cola nas paredes.

Esse é o grande diferencial do lugar.

E pra não instigar muito seu estômago,

vou deixar aqui só mais uma sugestão de um lugar pra você conhecer:

que é a Avenida Gastronômica de Coqueiros.

No caso, Coqueiros é um bairro de Florianópolis

que fica bem longe de todas as praias e uma vez foi o point mais badalado da cidade que,

substituía, naquela época, Jurerê Internacional.

E hoje é um dos lugares mais frequentados por pessoas

que procuram bares e restaurantes em toda Florianópolis.

É lá que você encontra a Via Gastronômica, o chamariz de coqueiros.

Esportes

E essa agora vai para aquele pessoal que gosta de suar,

ainda mais sob o sol da praia.

A costa leste de Florianópolis

é o point dos esportes radicais isso você precisa saber.

É lá, a partir dos morros que você vai ver o pessoal saltando de asa-delta,

de parapente, mas é na praia mesmo que acontece às aventuras mais radicais.

Se você conhece Florianópolis, o mínimo que seja,

talvez já tenha ouvido falar das Dunas da Joaquina lá na Praia da Joaquina.

Que é muito famosa pelas dunas e também pelo sand board,

que é tipo snow board, só que na areia.

Dizem os praticantes que não há melhor lugar no Brasil para praticar o esporte

porque ali já foi quebrado o recorde de velocidade.

As pessoas passaram 62 Km/h , foi 62, alguma coisa assim.

O que parece devagar quando você anda de carro mas,

imagina você sentado numa prancha a 60 Km/h.

Stand up paddle é outro esporte,

não é tão radical, mas é um esporte muito

legal, que você pode fazer lá em Florianópolis.

Inclusive no primeiro dia de aula você já aprende

dominar o negócio, virar craque, já está dando aula pra todo mundo.

A prática acontece lá na Lagoa da Conceição,

também na Lagoa do Peri, na baía norte, em Sambaqui, no Ribeirão da Ilha,

em Campeche, em Jurerê e também na Barra da Lagoa.

Para quem não tem medo nenhum de água você pode praticar

surf lá na Praia da Joaquina e também na Praia Mole que é onde acontecem os campeonatos.

Tem também o tal do banana boat, que é pouco mais tranquilo.

E você pode fazer também snorkeling e

mergulhar e não é só durante o verão.

Procure a Ilha do Arvoredo ou então a Ilha do Xavier

ou então o Naufrágio, lá na Praia dos Ingleses para fazer isso.

Passeios

E apesar de tanta aventura, tanta coisa pra fazer,

Florianópolis não se resume só isso que eu acabei de falar,

até porque tem várias coisas na cidade que você pode fazer e muita gente não sabe.

Como, por exemplo, o Projeto Tamar, na Barra da Lagoa,

foi instalado em 2005 a base desse projeto que busca minimizar a pesca

sobre as tartarugas marinhas, que muitas acabavam morrendo,

enfim, presas nas redes, ou enfim elas cuidam da desova das tartarugas.

E você pode conhecer esse lugar, inclusive,

quatro das cinco espécies de tartarugas que desovam no Brasil.

Outro lugar que você pode ir passear é a Fortaleza de São José da Ponta Grossa,

lá no norte da ilha no alto do morro da Ponta Grossa.

É uma construção de 1740 com muralhas muito grossas.

É ponta grossa, muralha grossa.

Tem a casa do Comandante, o paiol da pólvora e também a Capela São José.

Você pode conhecer também a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim,

na Ilha de Anhatomirim que, na verdade, faz parte da jurisdição de Governador Celso Ramos.

É uma construção de 1739,

com traços renascentistas na arquitetura.

E ainda tem a Fortaleza de Santo Antônio de Ratones, lá na Ilha de Ratones Grande,

que por si só já é bonita por causa da mata atlântica.

E uma curiosidade é que essas três fortalezas,

elas fazem parte do triângulo do fogo que foi um negócio

inventado lá pelo Brigadeiro José da Silva Paes.

E é, isso daí é só no caso caia no Enem, você precisa saber.

Por último, o Forte Santana,

lá do século 18, entre a baía norte e a baía sul,

que naquela época tinha a missão de proteger a Ilha do Desterro.

Nesse lugar você consegue enxergar a Ponte Hercílio Luz, que é o cartão postal de Florianópolis

e também um pôr do sol de dar inveja em qualquer outra pessoa.

Principalmente por conta dos canhões que tem por ali.

E aqui vai um bônus para todas as pessoas que assistiram o vídeo até agora,

que são coisas que eu descobri enquanto estava fazendo a pesquisa para esse vídeo que vocês assistem.

Antes de chamar Florianópolis,

a cidade já foi chamada de Porto dos Patos, por holandeses

e também de Meiembipe, pelos índios Carijós.

Foi chamada de Ilha de Santa Catarina,

Nossa Senhora do Desterro,

Desterro e finalmente,

Florianópolis, em homenagem ao Marechal Floriano Peixoto, como nós já aprendemos.

É chamada de Ilha da Magia, não por conta de todas as coisas que tem para fazer na cidade,

mas sim, de lendas com bruxas, lobisomens e outros seres horripilantes lá que muito tempo atrás.

Em 1926 foi construída a Ponte Hercílio Luz, aquela ponte de ferro que é o cartão postal da cidade,

e essa ponte ela só foi paga depois de

50 anos.

Até então, a travessia era feita de balsa magina a mão

E pra finalizar

se você já leu ou é fã, ou não, do Pequeno Príncipe, ou pelo menos sabe do que estou falando,

no Bairro do Campeche você vai encontrar diversas referências ao livro,

principalmente, por nome de rua, nome do estabelecimento.

Inclusive, muita gente diz que lá em 1920/ 1940 o autor passou por ali. Não duvido de nada.

Diz que o cara adorável Florianópolis

E se você gostou desse vídeo, não esqueça de compartilhar

com os teus amigos aí de Florianópolis e também para todas as outras pessoas do Brasil

para conhecerem Florianópolis muito além das praias,

que é o que as pessoas ouvem falar lá fora. Então, vamos falar de Florianópolis

e vamos mostrar para as pessoas o que tem para fazer essa cidade.

Não se esqueça de se inscrever o canal, de curtir

e comentar aí embaixo as coisas que eu esqueci

e também escrever o porquê que Florianópolis é a melhor cidade do Brasil.

Um beijo nas suas tetas, com muito respeito

e até o próximo vídeo.

Todos os MOTIVOS PARA VIVER EM FLORIANÓPOLIS SC Alle Gründe für ein Leben in FLORIANÓPOLIS SC All the REASONS TO LIVE IN FLORIANÓPOLIS SC Toutes les raisons de vivre à FLORIANÓPOLIS SC フロリアーノポリスSCに住む動機のすべて FLORIANÓPOLIS SC'DE YAŞAMAK İÇİN TÜM NEDENLER 居住在南弗洛里亚诺波利斯的所有理由

Florianópolis

certamente é uma das cidades mais bonitas do Brasil.

E ai de quem ousar duvidar disso. E guai a chi osa dubitarne. I biada każdemu, kto ośmieli się w to wątpić.

Como todo mundo sabe é uma ilha banhada pelo Oceano Atlântico, cheio de trilhas, de praias, Come tutti sanno, è un'isola bagnata dall'Oceano Atlantico, ricca di sentieri e spiagge, Jak wszyscy wiedzą, jest to wyspa skąpana w Oceanie Atlantyckim, pełna szlaków i plaż,

de morros, de lugares secretos, de

natureza, de fauna e mais várias coisas que só quem foi nessa cidade certamente conhece. natura, fauna e molte altre cose che solo chi è stato in questa città può conoscere.

Por isso, eu resolvi compilar os principais motivos e Per questo motivo ho deciso di raccogliere le principali ragioni e

transformar neste vídeo que vos apresentam com os principais motivos para você morar em Florianópolis. trasformatevi in questo video che vi presenta i principali motivi per cui dovreste vivere a Florianópolis.

Mas aqui vai um spoiler, se você não gosta de sol, Ma ecco uno spoiler se non vi piace il sole,

Florianópolis também é legal. Ah, esse é um daqueles vídeo cheio de dicas de Anche Florianópolis è bella. Ah, questo è uno di quei video pieni di consigli su

passeios, de lugares para você visitar, não só pra você morar.

E então, já pega aquele caderninho maroto e começa a fazer umas anotações. And then, take that naughty book and start taking notes. Poi prende quel quadernetto birichino e inizia a prendere appunti. A potem bierze ten niesforny zeszyt i zaczyna robić jakieś notatki.

Enquanto isso, se inscreva no canal, não esquece deixar o joinha e também de ativar o sininho das notificações. Nel frattempo, iscrivetevi al canale, non dimenticate di mettere "mi piace" e di attivare la campanella di notifica. Tymczasem zasubskrybuj kanał, nie zapomnij zostawić joinha, a także włączyć dzwonka na powiadomienia.

Praias

Vamos começar pelo óbvio, já que praia é o que não falta, Cominciamo con l'ovvio, visto che le spiagge non mancano,

afinal é uma ilha cheia de praias. Mas talvez quando você ouça falar em dopo tutto, è un'isola piena di spiagge. Ma forse quando si sente parlare di

Florianópolis e nas praias, algumas venham a sua cabeça, como por exemplo, Florianópolis e le spiagge, ne vengono in mente alcune, come ad esempio,

Canasvieiras, Ingleses, Canasvieiras, Ingleses,

Jurerê Internacional e Jurerê Internacional e

aquelas casonas que um dia a gente sonha em morar lá. quelle casette in cui si sogna di vivere un giorno.

Mas talvez você já tenha ouvido falar da Ilha do Campeche, que é uma ilha de Ma forse avete sentito parlare di Ilha do Campeche, che è un'isola di

Floripa, no caso uma ilha da ilha. Floripa, in questo caso un'isola dell'isola.

Muitos dizem ser o lugar mais bonito de Florianópolis,

inclusive com uma fauna riquíssima, areia branquinha e águas cristalinas.

E aí como o acesso é feito por barco, nem tanta gente gosta de ir pra lá ou vai pra lá, por causa que é difícil. E poiché vi si accede in barca, non sono molte le persone che amano andarci o che vi si recano, perché è difficile. I wtedy, jako że dostęp jest łodzią, niewiele osób lubi tam chodzić lub pływać, bo jest to trudne.

O que no fim das contas é muito melhor se você não gosta de muita gente. Il che, alla fine, è molto meglio se non vi piacciono molte persone.

Se você gosta de naturismo, então, talvez a Galheta If you like naturism, then maybe Galheta Se vi piace il naturismo, allora forse Galheta

seja o melhor destino para você ir, já que desde os anos 70 se pratica muito disso por lá, mesmo que não seja è la destinazione migliore per voi, dato che viene praticata fin dagli anni '70, anche se non è jest najlepszym miejscem, do którego możesz się udać, ponieważ praktykują ją tam od lat 70.

obrigado a você entrar pelado. ti ha costretto a entrare nudo.

E o acesso pra Galheta se dá por duas trilhas. Uma é mais fácil e outra mais difícil, L'accesso alla Galheta avviene attraverso due sentieri. Uno è più facile e l'altro più difficile, Dojście do Galhety odbywa się dwoma szlakami. Jeden jest łatwiejszy, a drugi trudniejszy,

respectivamente, pela Praia Mole e pela Barra da Lagoa.

E já que você tá por essas bandas

aproveite para conhecer as piscinas naturais da Barra da Lagoa, Skorzystaj z okazji i odwiedź naturalne baseny w Barra da Lagoa,

que fica ali na Barra da Lagoa.

Assim como, a Praia Mole que também fica ali, tudo mais ou menos no mesmo lugar, que são

lugares que você certamente não pode deixar de conhecer em Florianópolis.

E, é claro, né, como fazer esse vídeo sem falar da

Daniela e aquelas vegetações que invadem o mar, aquele lugar riquíssimo,

bonito, outro lugar também que a gente sonha em morar algum dia.

Vá visitar porque é muito legal, uma das principais praias

de Florianópolis, na parte norte da cidade.

Trilhas

Se você é que nem eu e gosta de ir pra praia e

visitar vários lugares, viajar pelo mundo e fazer trilhas e então eu vou te dizer que Florianópolis não

decepciona nem um pouco, porque a cidade é cheia de trilhas para você fazer.

Pelo menos, gastar as calorias é o que você vai fazer bastante nessa cidade.

Pra começar vamos pela principal. Muita gente já ouviu falar da Lagoinha do Leste, Zacznijmy od głównego z nich. Wiele osób słyszało o Lagoinha do Leste,

que tem uma trilha, na verdade, são duas trilhas que você pode fazer.

Uma mais fácil e outra mais difícil, a mais é fácil pelo Pântano Sul e a mais

difícil é lá pelo Matadeiro.

Se você olhar no mapa, lá na parte sul da ilha de Florianópolis, você vai ver que tem um pedacinho bem

estreitinho ali que só tem areia.

Então ali é praia, né, ali é a tal da Lagoinha do Leste. Na verdade, lagoinha é antes da praia, você vai ver,

se tu olhar o mapa, tu vai entender o que é a Lagoinha do Leste.

E pra quem não gosta de caminhar você pode fazer esse percurso

por barco, que eu já acho que também é legal, mas tira bastante da adrenalina porque

essas trilhas,

principalmente a do Pântano Sul, ela é muito

íngreme. É cheio de descida e subida e pedra pra você escalar ali. Stromo. Pełno tam zjazdów, podjazdów i skał, po których można się wspinać.

A do Matadeiro dura cerca de três horas, é mais comprida mas

as vistas são mais bonitas. E quando você finalmente

chega a Lagoinha do Leste, você vai ter mais uma opção de lazer ali,

que é escalar o Morro da Coroa. Que ali sim, literalmente,

como diz o pessoal que gosta de fazer trilha,

você vai ter que escalaminhar, que é uma mistura de escalar com um caminhar, porque você tem que you will have to climb, which is a mixture of climbing with walking, because you have to

usar as pernas, as mãos e tudo para subir até o topo. Mas o lugar ó.. lindo

Outra trilha muito famosa em Florianópolis é a trilha do Gravatá,

que lá no topo do morro e inclusive tem algumas rampas that there at the top of the hill and even has some ramps

que o pessoal pula. that people jump.

Mas é pra fazer parapente, asa delta, essas coisas. But it's to do paragliding, hang gliding, these things.

Por lá tem algumas colônias de pescadores e também um detalhe que muitos turistas

não percebem.

Tem uma parte lá, que tem umas rochas que são alinhadas misteriosamente, ninguém sabe quem fez aquilo lá.

Que serve de laboratório

astronômico meio primitivo, que o pessoal até hoje usa pra marcar os equinócios e solstícios.

E lá de cima você consegue enxergar a Lagoa da Conceição, a praia da Joaquina, A z góry widać lagunę Conceição, plażę Joaquina,

o Morro da Lagoa, ||der Hügel von|

o Campeche, a Praia Mole, a Galheta e vários outros lugares.

E caso você não saiba, em Florianópolis você pode fazer o caminho de Santiago ||||nicht weißt|||||||||

da Compostela.

Sim, aquele caminho muito famoso que tem lá na Espanha.

E ele vai de Canasvieiras até a Praia dos Ingleses.

São 21 quilômetros e você vai parando no caminho ali pra conseguir o carimbo nas igrejas. ||||||||||||Stempel||

E olha só, esse percurso foi ||||Strecke|

homologado, lá pela galera da ||von der|Gruppe|

Santiago da Compostela, então, é oficial.

E ainda assim, tem a trilha do Morro das Aranhas, tem a Pedra da Boa Vista

e ainda aquela que vai pra praia de Naufragados,

com a vista da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba,

com mais de 275 anos de história.

Mirantes

Como a gente está falando de trilhas antes, né, toda trilha por si só já é um mirante natural, |||||||||||||||||Aussichtspunkt|

mas existem vários lugares na cidade que você pode observar

a vista sem ter que gastar muito das pernas, né.

E mesmo assim esses lugares são tão majestosos quanto qualquer outro.

E aqui eu quero te apresentar os três principais:

começando pelo Morro da Cruz, um dos pontos mais altos de toda Florianópolis.

De lá, você consegue enxergar a ponte Hercílio Luz,

as baías norte e sul, a Ilha de Ratones, a praia de Sambaqui, Cacupé, Daniela.

É uma das melhores vistas da cidade, segundo os moradores, principalmente pelo pôr do sol.

Infraestrutura não tem muito por ali, mas isso é o de menos.

O principal acesso por lá vai pelo Bairro Agronômica,

indo pela avenida do Antão, mas toma muito cuidado

pelo caminho que o GPS vai te mandar ir, porque tem um que não lembro exatamente

como é que o nome, que ele passa no meio de uma comunidade, que

é muito

mas muito e quando digo muito é muito mesmo

íngreme. Então se você não tiver um carro muito bom ou tiver com muita gente dentro do carro steil|||||||||||hast||||||

pode ser que você tenha um mau mome nto ele pra subir aquele morro.

Outro mirante muito famoso é o mirante Manoel Menezes, também conhecido como mirante

da lagoa, e de lá você enxerga Lagoa da Conceição, a Avenida das Rendeiras, from the lagoon, and from there you can see Lagoa da Conceição, Avenida das Rendeiras,

as dunas da Joaquina e também a Praia Mole.

Ele fica no morro das Sete Voltas e se você já foi para Florianópolis com ||||||Sieben Kurven||||||||

certeza vai saber onde é que é esse morro das Sete Voltas.

E também não deixe de visitar o Mirante da Ponte Hercílio Luz,

a mais longa a ponte pênsil com um sistema de barras de olhal do mundo. O que significa isso, não sei ||längste|||Hängebrücke||||||||||||||| najdłuższy na świecie most wiszący z systemem "eye-bar". Co to oznacza, nie wiem

mas aquela lá é a maior da categoria dela. A ponte foi a primeira ligação oficial

entre o continente e a ilha e eu garanto para vocês que à noite a vista é espetacular.

Museus.

Muita gente prefere dispensar esse tipo de visita, mas eu gosto de dizer que tudo fica melhor com uma |||verzichten auf|||||||||||||||

história contada e é visitando os museus que geralmente a gente descobre

porque as coisas são como elas são.

E aqui vou deixar apenas dois para o vosso deleite. Você pode fazer isso apenas numa tarde e ||||||||||||||nur|||

eu não estou enchendo você de museu para visitar.

Então esses são os principais. O primeiro deles é o Palácio Cruz e Sousa, que durante

muito tempo, lá no passado foi sede do governo de Santa Catarina,

inclusive recebeu a visita de Dom Pedro I, Dom Pedro II.

Hoje lá se encontra o museu histórico do Estado de Santa Catarina que,

conta a história do Estado de Santa Catarina erzählt|||||||

e também da ilha de Florianópolis.

Se você não se interessar muito pelas peças do museu, com certeza vai ficar muito louco de visitar

arquitetura desse lugar, principalmente no segundo piso. |||||zweiten|

E outro lugar pra você visitar é o Museu Arqueológico

ao ar livre, porque ali tem história antes da história ser história,

com inscrições rupestres datadas de mais de 4 mil anos

lá na Praia do Santinho. E lá no costão sul da Praia do Santinho, você vai encontrar calçamento, |||||||||||||||||Pflasterung

tem sinalização e também a Praça do Conhecimento para você entender o que está acontecendo ali.

Já no costão norte tem dois sítios muito ||Felsenküste|||||

interessantes, que o acesso é um pouco difícil, mas é top.

A história da cidade.

Antes de Florianópolis ser Florianópolis o lugar era chamado de Nossa Senhora do Desterro

ou apenas Ilha do Desterro. |nur|Insel||

Só que daí deu um rolo lá com atual Presidente da República, |||||Durcheinander||||||

naquele tempo chamado queridíssimamente do Senhor

Marechal Floriano Peixoto e aí o cara foi lá brigou com a galera de Desterro |||||||||stritt sich mit|||||

e o pessoal teve que mudar o nome da cidade e virou Florianópolis, que significa cidade de Floriano. |||||den Namen ändern||||||||||||

Olha só que putice que esse cara fez. Schau mal|||Schweinerei|||| Look at how stupid this guy did.

Inclusive, até hoje existem vários movimentos em Florianópolis para mudar

o nome para a Ilha do Desterro de novo.

Dadas as devidas explicações você deve entender que Floripa tem bastante história, Gegebenen|||Erklärungen|||||||| Given the proper explanations, you must understand that Floripa has a lot of history,

mais precisamente uns 350 anos, mais ou menos,

que você pode conhecer, principalmente, pela arquitetura da cidade, mais especificamente

começando lá pelo Centro Histórico de Florianópolis.

Que é um lugar pequeno, em poucas horas de caminhada você consegue desbravar tudo. |||||||||||schaffst es|erkunden|

Inclusive, aquele Palácio Cruz e Sousa, que eu falei

para vocês antes, ele fica ali.

Coloque no roteiro o Memorial Miramar pra você visitar. ||Reiseplan||||||

Também a Praça 15 de novembro, que é a principal praça da cidade que lá em

1662 foi fundada a Vila de Nossa Senhora do Desterro.

Tem também a Figueira Centenária nesta mesma praça |||Feigenbaum||||

e a Catedral Metropolitana erguida em 1678.

Também um comércio riquíssimo e

várias ruazinhas estreitas e calçadões ali nessa região.

Tem o Largo da Alfândega que deixou de existir em 1964

e claro, o famoso Mercado Público, inaugurado em 1898,

que é uma síntese de o porquê que Florianópolis é uma cidade tão encantadora.

Só não dá muita bola pro cherini peixe. ||||||Cherini-Fisch|

Já o norte da Ilha da Magia, você encontra Santo Antônio de Lisboa e

Sambaqui, um dos locais mais antigos da cidade.

Lá é cheio daquelas casinhas coloridas estilo açoriano e também aquelas ruazinhas

estreitas que só quem conhece pode passar o que eu tô falando.

E se você for pra lá, aproveite que

no final da tarde, segundo os moradores de toda Florianópolis,

é lá que está o melhor pôr do sol.

E para finalizar o passeio histórico coloca Ribeirão da Ilha no seu trajeto.

Que é um dos primeiros povoados da ilha com cultura açoriana ||||||||||azoreanische Kultur

e construções centenárias. É lá que você vai encontrar os famosos manezinhos da ilha,

também as rendeiras e vai ouvir diversas histórias que aquele pessoal,

daquele canto lá, tem muita história pra contar.

E aproveite também, para ir para o Caminho das Ostras

desfrutar o prato, porque ostra é que nem mato lá. ciesz się tym daniem, bo ostryga jest tam jak krzak.

Gastronomia

Você vai para Florianópolis, vai perceber que existe um pouco de tudo pra comer nesse lugar. Du|||||||gibt es||||||||

Afinal a diversidade gastronômica cultural desta cidade é absurda.

Mas eu vou deixar aqui pra vocês alguns lugares que vocês devem conhecer com certeza.

Vamos começar pelo Mercado Público,

porque muitas cidades têm um Mercado Público, em Porto Alegre também tem um Mercado Público,

mas cada lugar é diferente. E em Florianópolis o Mercado Público é muito legal aber|||||||||||||

porque ele é, tipo ao ar livre, só que é meio fechadinho em cima. ||||||im Freien||||||| bo jest, jak na zewnątrz, tylko jest trochę zamknięta u góry.

Quem for pra lá vai entender e é cheio de Kto tam pójdzie, zrozumie i jest pełen

banquinhas, tem várias pessoas ali conversando, agitando o tempo todo stragany, jest tam kilka osób, które rozmawiają, krzątają się cały czas

e geralmente, quando você vai pra lá, claro, dependendo quando você vai,

tem show ao vivo com uma galera local ali tocando uma música, Na żywo występuje lokalny zespół, który gra piosenkę,

o pessoal fica de boa.

E se você for lá não deixa de comer um pastel do Box 32.

Que o box 32 já ganhou vários prêmios de melhor estabelecimento, de mais lembrado, esse tipo de coisa.

E dizem que o pastel deles é famoso em toda a cidade.

Outro lugar é o Bar do Arante, lá no Pântano Sul. ||||||Arante's Bar||||

Se você vai fazer a Lagoinha do Leste ,você pode ir pra lá.

É bem longe do centro de Florianópolis,

mas a vista, o caminho até lá já compensa

e também os pratos à base de frutos do mar e também aqueles

bilhetes que o pessoal cola nas paredes. |||die Leute||| bilety, które ludzie przyklejają na swoich ścianach.

Esse é o grande diferencial do lugar.

E pra não instigar muito seu estômago,

vou deixar aqui só mais uma sugestão de um lugar pra você conhecer: ||||||Vorschlag||||||

que é a Avenida Gastronômica de Coqueiros.

No caso, Coqueiros é um bairro de Florianópolis

que fica bem longe de todas as praias e uma vez foi o point mais badalado da cidade que, |||weit entfernt||||||||||||angesagteste|||

substituía, naquela época, Jurerê Internacional.

E hoje é um dos lugares mais frequentados por pessoas

que procuram bares e restaurantes em toda Florianópolis.

É lá que você encontra a Via Gastronômica, o chamariz de coqueiros. |||||||||Hingucker||Kokospalmen

Esportes

E essa agora vai para aquele pessoal que gosta de suar, ||||||||||schwitzen

ainda mais sob o sol da praia.

A costa leste de Florianópolis

é o point dos esportes radicais isso você precisa saber.

É lá, a partir dos morros que você vai ver o pessoal saltando de asa-delta,

de parapente, mas é na praia mesmo que acontece às aventuras mais radicais.

Se você conhece Florianópolis, o mínimo que seja,

talvez já tenha ouvido falar das Dunas da Joaquina lá na Praia da Joaquina.

Que é muito famosa pelas dunas e também pelo sand board,

que é tipo snow board, só que na areia.

Dizem os praticantes que não há melhor lugar no Brasil para praticar o esporte |||||||||||||Sportart

porque ali já foi quebrado o recorde de velocidade.

As pessoas passaram 62 Km/h , foi 62, alguma coisa assim. ||überschritten||||||

O que parece devagar quando você anda de carro mas,

imagina você sentado numa prancha a 60 Km/h. ||||Brett|||

Stand up paddle é outro esporte,

não é tão radical, mas é um esporte muito

legal, que você pode fazer lá em Florianópolis.

Inclusive no primeiro dia de aula você já aprende

dominar o negócio, virar craque, já está dando aula pra todo mundo.

A prática acontece lá na Lagoa da Conceição,

também na Lagoa do Peri, na baía norte, em Sambaqui, no Ribeirão da Ilha,

em Campeche, em Jurerê e também na Barra da Lagoa.

Para quem não tem medo nenhum de água você pode praticar

surf lá na Praia da Joaquina e também na Praia Mole que é onde acontecem os campeonatos.

Tem também o tal do banana boat, que é pouco mais tranquilo.

E você pode fazer também snorkeling e

mergulhar e não é só durante o verão. tauchen|||||||

Procure a Ilha do Arvoredo ou então a Ilha do Xavier ||||Baumbestand||oder aber||Insel||

ou então o Naufrágio, lá na Praia dos Ingleses para fazer isso.

Passeios

E apesar de tanta aventura, tanta coisa pra fazer, |trotz|||||||

Florianópolis não se resume só isso que eu acabei de falar,

até porque tem várias coisas na cidade que você pode fazer e muita gente não sabe.

Como, por exemplo, o Projeto Tamar, na Barra da Lagoa,

foi instalado em 2005 a base desse projeto que busca minimizar a pesca

sobre as tartarugas marinhas, que muitas acabavam morrendo, |||||viele||

enfim, presas nas redes, ou enfim elas cuidam da desova das tartarugas. |||||||||||Schildkröten

E você pode conhecer esse lugar, inclusive,

quatro das cinco espécies de tartarugas que desovam no Brasil.

Outro lugar que você pode ir passear é a Fortaleza de São José da Ponta Grossa,

lá no norte da ilha no alto do morro da Ponta Grossa.

É uma construção de 1740 com muralhas muito grossas.

É ponta grossa, muralha grossa.

Tem a casa do Comandante, o paiol da pólvora e também a Capela São José. ||||||Pulvermagazin||||||Kapelle||

Você pode conhecer também a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim,

na Ilha de Anhatomirim que, na verdade, faz parte da jurisdição de Governador Celso Ramos.

É uma construção de 1739,

com traços renascentistas na arquitetura.

E ainda tem a Fortaleza de Santo Antônio de Ratones, lá na Ilha de Ratones Grande,

que por si só já é bonita por causa da mata atlântica.

E uma curiosidade é que essas três fortalezas,

elas fazem parte do triângulo do fogo que foi um negócio

inventado lá pelo Brigadeiro José da Silva Paes. |||Brigadegeneral||||

E é, isso daí é só no caso caia no Enem, você precisa saber. ||||||||||Abiturprüfung|||

Por último, o Forte Santana,

lá do século 18, entre a baía norte e a baía sul, ||Jahrhundert||||||||

que naquela época tinha a missão de proteger a Ilha do Desterro.

Nesse lugar você consegue enxergar a Ponte Hercílio Luz, que é o cartão postal de Florianópolis ||||sehen||||||||Postkarte|||

e também um pôr do sol de dar inveja em qualquer outra pessoa. ||||||||Neid erwecken||||

Principalmente por conta dos canhões que tem por ali.

E aqui vai um bônus para todas as pessoas que assistiram o vídeo até agora,

que são coisas que eu descobri enquanto estava fazendo a pesquisa para esse vídeo que vocês assistem. ||||||während||||Recherche||||||

Antes de chamar Florianópolis,

a cidade já foi chamada de Porto dos Patos, por holandeses

e também de Meiembipe, pelos índios Carijós. ||||||Carijós-Indianer

Foi chamada de Ilha de Santa Catarina,

Nossa Senhora do Desterro,

Desterro e finalmente,

Florianópolis, em homenagem ao Marechal Floriano Peixoto, como nós já aprendemos.

É chamada de Ilha da Magia, não por conta de todas as coisas que tem para fazer na cidade,

mas sim, de lendas com bruxas, lobisomens e outros seres horripilantes lá que muito tempo atrás. |||Legenden||Hexen|Werwölfe|||||||||

Em 1926 foi construída a Ponte Hercílio Luz, aquela ponte de ferro que é o cartão postal da cidade, ||||||||||Eisen|||||||

e essa ponte ela só foi paga depois de

50 anos.

Até então, a travessia era feita de balsa magina a mão

E pra finalizar

se você já leu ou é fã, ou não, do Pequeno Príncipe, ou pelo menos sabe do que estou falando,

no Bairro do Campeche você vai encontrar diversas referências ao livro,

principalmente, por nome de rua, nome do estabelecimento. ||||Straße|||

Inclusive, muita gente diz que lá em 1920/ 1940 o autor passou por ali. Não duvido de nada.

Diz que o cara adorável Florianópolis

E se você gostou desse vídeo, não esqueça de compartilhar

com os teus amigos aí de Florianópolis e também para todas as outras pessoas do Brasil

para conhecerem Florianópolis muito além das praias,

que é o que as pessoas ouvem falar lá fora. Então, vamos falar de Florianópolis

e vamos mostrar para as pessoas o que tem para fazer essa cidade.

Não se esqueça de se inscrever o canal, de curtir ||Vergessen Sie nicht|||||||

e comentar aí embaixo as coisas que eu esqueci

e também escrever o porquê que Florianópolis é a melhor cidade do Brasil.

Um beijo nas suas tetas, com muito respeito

e até o próximo vídeo.